Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
SÃO PAULO

Internautas arrecadam R$ 121 mil para entregador que sofreu ofensas racistas

08 agosto 2020 - 19h20Por G 1

Internautas se mobilizaram para criar uma 'vaquinha' on-line e ajudar o entregador que trabalha para aplicativos de serviços de alimentação e foi humilhado com ofensas racistas em um condomínio de casas em Valinhos, no interior de São Paulo. O caso aconteceu no dia 31 de julho e imagens começaram a circular na internet na última sexta-feira (7).

De acordo com o site em que a ação está sendo realizada, a meta é de R$ 150 mil. A mobilização já conseguiu arrecadar R$ 121 mil até a tarde deste sábado (8). Segundo os organizadores, o objetivo da 'vaquinha' é auxiliar na compra de uma casa e nos investimentos de seus estudos futuros. Ao todo, 2.343 pessoas já realizaram uma doação até o momento desta publicação.

Protesto

Neste sábado, motoboys de Campinas (SP) realizaram um buzinaço em frente ao condomínio onde mora um homem que agrediu verbalmente e fez ofensa racial contra um profissional da categoria. Cerca de 100 entregadores que prestam serviço através de aplicativos se reuniram em um posto de combustíveis na Avenida Francisco de Paula Souza, às 8h30, e seguiram em direção ao residencial em Valinhos.

O caso

Um vídeo, divulgado na manhã de sexta-feira (7), mostrou o momento em que o homem ofende o profissional e diz que ele tem "inveja disso aqui", apontando para a própria pele. Na ocasião, a Guarda Municipal foi chamada e encaminhou todos para a Delegacia de Valinhos. O condomínio fica no bairro Chácaras Silvania.

Durante a discussão, o rapaz ainda ofende o entregador, o chamando de "semianalfabeto"; repete que ele tem inveja da vida que as pessoas que moram no condomínio dele têm; e diz que o profissional não tem onde morar nem "nunca vai ter" nada do que ele estava mencionando. O vídeo foi gravado por um vizinho.

Segundo o motoboy, foi a segunda vez que ele foi fazer uma entrega na casa. O rapaz afirmou que na primeira vez o homem já havia sido grosseiro por ele não ter achado o endereço da residência. Na segunda, quando aconteceram as ofensas racistas, o profissional disse que a confusão começou por um problema no interfone do condomínio.

O que diz a defesa

O pai informou à EPTV, afiliada da TV Globo, que o filho tem esquizofrenia e que, "se instado, responderá na instância devida". A polícia informou que o rapaz ainda não apresentou advogado para o caso, uma vez que a vítima não fez representação contra ele até esta publicação.

De acordo com o boletim de ocorrência, o pai do agressor comprovou o tratamento de saúde mental do filho. Contudo, a polícia afirma que não possui este documento.

"Constou, inclusive, no boletim de ocorrência que o pai teria exibido este documento. Como não era eu quem estava de plantão e fez a ocorrência, não posso dizer com absoluta certeza", relata o delegado Luís Henrique Apocalypse Joia. O caso foi registrado como injúria racial.

A advogada do motoboy Matheus Pires Barbosa disse que a representação pode ser feita na próxima semana, mas salientou que o prazo legal é de seis meses após o ocorrido.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Padrasto de menina baleada na boca fugiu de posto de saúde
SAÚDE
Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
TRÊS LAGOAS
Mulher é agredida pelo companheiro por não abrir portão para ele entrar
BRASIL
Denatran oferece função de pagamento de multas por aplicativo
CAPITAL
Homem morre quase um mês após cair de escada em troca de refletor
JUSTIÇA
Empresa de estúdio fotográfico é condenada por fazer cobrança indevida
BELA VISTA
Rapaz morre com tiro no peito às margens do rio Apa, Polícia investiga
FUTEBOL
Conmebol anuncia data, horário e local das Eliminatórias para a Copa
POLÍCIA
Menina de 7 anos fica ferida após ser atingida no rosto por tiro
POLÍTICA
Câmara dos Deoutados aprova MP que recria o Ministério das Comunicações

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Homem de 56 anos cai de trator e morre atropelado em fazenda
ESTADO
Confraternização em fazenda termina com tragédia após briga familiar
TRAGÉDIA
Bombeiro em Dourados morre durante acidente em Santa Catarina
DOURADOS
Amigos e familiares de entregador morto em acidente pedem que justiça seja feita