Menu
Busca segunda, 06 de julho de 2020
(67) 99659-5905

Indústria têxtil e do vestuário de MS estima crescer 3% em 2013

09 janeiro 2013 - 13h02

#####Assessoria


Com mais de 356 indústrias instaladas em Mato Grosso do Sul e 9.397 trabalhadores, o segmento da indústria têxtil e do vestuário estima um crescimento de 3% para este ano, caso mantenha a conjuntura atual da economia, de acordo com avaliação do presidente do Sindivest/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Vestuário, Tecelagem e Fiação de Mato Grosso do Sul), José Francisco Veloso Ribeiro. Na prática, a projeção vai elevar de R$ 951,4 milhões movimentados em 2012 para R$ 980 milhões, de acordo com cálculos do Radar Industrial da Fiems.

Ainda conforme José Francisco Veloso, para a atração de novas indústrias e a manutenção das que já estão instaladas é preciso cuidado do Poder Público no que diz respeito aos incentivos para os industriais. "O Governo precisa desonerar os impostos e ampliar os incentivos para setor produtivo em Mato Grosso do Sul para que possamos atrair mais indústrias, gerar mais empregos e aumentar a renda dos trabalhadores", disse.

Segundo ele, por conta da proximidade da Copa do Mundo de 2014, as empresas que trabalham com a linha esportiva, acessórios e produtos personalizados poderão trabalhar também focada no tema e ampliar seus negócios. "Teremos um ambiente favorável para isso e o empresário que buscar esse caminho poderá ter destaque", disse.

Ações

Ele destacou que na outra ponta o esforço do Sistema Fiems no que tange à qualificação tem mudado o cenário do chão de fábrica. "Tivemos no ano passado inúmeras costureiras industriais formadas pelo Programa Ação Fiems, que leva qualificação aos bairros da Capital, e nas unidades do Senai em todo Estado por meio de unidades móveis e treinamentos nas fábricas, proporcionando a melhoria da qualidade de vida da população, atendendo a demanda industrial e resgatando a cidadania", declarou.

O presidente do Sindivest chamou a atenção para o cuidado do Programa em formar as costureiras e ainda facilitar o encaminhamento às indústrias parceiras para fazer a entrevista de emprego. "Sem dúvidas essa é uma iniciativa que vem oferecer apoio integral à produção no setor de confecção, valorizando quem está sendo qualificado e as indústrias", disse.

Sobre as demais ações desenvolvidas pelo Sindicato e que devem ter continuidade neste ano, ele destacou a parceria com o Senai/Cetiqt, Sebrae, Apex e ABIT para o projeto de consultoria em indústrias de confecção. Além disso, tem o treinamento e serviços do uso do Sistema CAD disponibilizado pelo Senai, o projeto na Ponta da Linha, desenvolvido com Sindivest, Sebrae, Senai, a ampliação da estrutura e dos serviços do CTV (Centro Tecnológico do Vestuário) em Campo Grande, o atendimento nas áreas de saúde e lazer por meio de parceria com o Sesi, o encaminhamento pelo IEL de estagiários às indústrias, e o Projeto Centro-Oeste Competitivo, envolvendo a cadeia produtiva do vestuário, entre outros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TV DOURADOS NEWS
Como fica as novas regras para as eleições 2020? Quem explica é o advogado Noemir Felipetto
OPORTUNIDADE
MS tem 700 vagas de trabalho; 99 delas em Dourados
IGUATEMI
Homem morre e médico desconfia de envenenamento
TRÊS LAGOAS
Menina de três anos morre em hospital após cair na piscina e se afogar
BRASIL
Caixa deposita saque emergencial do FGTS para nascidos em fevereiro
TRIBUTO
Veículos com placas finais 5 e 6 devem ter documentação quitada em julho
DOURADOS
Alimentando carentes há 20 anos, "sopão" na aldeia precisa de ajuda para continuar na pandemia
INFORME PUBLICITÁRIO
OI Fibra leva Internet de até 400 mega a Dourados
MATO GROSSO DO SUL
Iniciado leilão com mais de 200 motocicletas para circulação
DOURADOS
Carro que atingiu ciclista pega fogo após bater em árvore ao lado de Avenida

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
“Um amigo, um conselheiro”, diz Délia após assassinato de secretário