Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA

Indústria de alimentos e bebidas de MS prevê crescimento de 3,5% em 2020

11 março 2020 - 09h43Por Da Redação

A indústria de alimentos e bebidas de Mato Grosso do Sul fechou 2019 com um valor bruto da produção (VBP) de R$ 3,842 bilhões, um crescimento de 2,3% em relação a 2018, quando o segmento alcançou R$ 3,753 bilhões. Para 2020, os empresários preveem uma alta ainda maior, na casa de 3,5%, o que elevará o valor bruto da produção para R$ 3,973 bilhões.

Em nível nacional, a indústria de alimentos fechou 2019 com crescimento real de 2,3%, atingindo um faturamento de R$ 699,9 bilhões, enquanto em 2018 o segmento faturou R$ 656 bilhões. Para 2020, a previsão é de um crescimento real de até 3,5%, movimentando R$ 724,3 bilhões.

Segundo o presidente do Siams (Sindicato das Indústrias de Alimentos e Bebidas de Mato Grosso do Sul), Sérgio Longen, um percentual de crescimento acima de 3% é muito positivo. “Nós da indústria da alimentos e bebidas entendemos que é muito significativo. É importante estarmos crescendo e nós acreditamos muito nesse novo Brasil que se desenha e avança”, avaliou.

Ele analisa também que a taxa de crescimento no ano passado também foi muito significativa. “Hoje, temos 914 estabelecimentos no segmento da indústria de alimentos e bebidas de Mato Grosso do Sul, que juntos empregam 11.998 trabalhadores com carteira assinada. Com a continuidade desse crescimento ano a ano, com certeza vamos gerar mais empregos”, analisou.

Números nacionais

Dados da ABIA (Associação Brasileira da Indústria de Alimentos) apontam que o segmento respondeu por 9,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado e gerou 16 mil novas vagas, empregando diretamente 1,6 milhão de pessoas. Para 2020, as exportações de alimentos industrializados devem atingir entre US$ 36 bilhões e US$ 38 bilhões, enquanto em 2019 as vendas para o exterior somaram US$ 34,1 bilhões. 

Em 2019, a indústria de alimentos e bebidas investiu R$ 22,3 bilhões no País, valor 4% acima do valor registrado no ano anterior, segundo a ABIA. Esse valor inclui investimentos em fábricas, fusões e aquisições, segundo a entidade. O total investido no ano passado equivaleu a 3,2% do faturamento total do segmento. 

Em média, a atividade investe de 3,5% a 4% do faturamento por ano e, para 2020, o investimento deve ficar nessa faixa de 3,5% a 4% do faturamento. Esses percentuais equivalem a um valor de investimento entre R$ 25 bilhões e R$ 28,9 bilhões, considerando a previsão de crescimento do setor entre 2,5% e 3,5% em 2020.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Redes Sociais em Tempos de Pandemia
TEMPO
Sexta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
REGIÃO
Homem é encontrado morto com tiro no pescoço em bairro da Capital
BRASIL
Presidente Bolsonaro sanciona lei que amplia uso de assinatura digital
MARACAJU
Polícia apreende mais de 500 quilos de maconha em veículo abandonado
MS
Investigação aponta fazendas onde começou incêndio gigantesco no Pantanal
ANTÔNIO JOÃO
Casal é preso na região de fronteira com 126 quilos de cocaína
UEMS
Publicado Edital da Segunda Edição do Auxílio para Acesso à Internet
CAPITAL
Motorista que levou dois tiros foi atacado em local conhecido como "Buracão"
PARQUE
Ação conjunta vai resgatar animais silvestres na área atingida pelos incêndios

Mais Lidas

PANDEMIA
Novo decreto diminui toque de recolher e libera venda de bebidas em bares até as 23h
ACIDENTE
Mulher envolvida em acidente no Centro ficou presa às ferragens de veículo
PROSSEGUIR
Governo atualiza mapa da Covid e Dourados volta para "bandeira vermelha"
POLÍCIA
Homem morre ao tentar invadir delegacia de Glória de Dourados