Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
SEGURO OBRIGATÓRIO

Indenizações pagas pelo DPVAT voltam a crescer após 4 anos de queda

07 fevereiro 2020 - 18h05Por G1

Depois de quatro anos de queda, as indenizações pagas pelo seguro DPVAT voltaram a subir no Brasil. As informações são do relatório anual da Seguradora Líder, a administradora do seguro. Em 2019, foram pagas 353.232 indenizações, 8% mais do que em 2018.

Do total, 11%, ou 40.721 foram por morte, 235.456 por invalidez permanente (67%) e 77.055 por despesas médicas (22%).

Desde 2015 o número de indenizações vinha caindo – chegou ao pico de 763.365 em 2014.

‘Novela’ do DPVAT

O aumento no número de indenizações ocorre pouco depois de o governo federal tentar acabar com o seguro obrigatório por meio de uma medida provisória – posteriormente barrada pelo Supremo Tribunal Federal.

Depois disso, surgiu uma “novela” sobre a definição dos valores para o DPVAT em 2020. No fim, os preços foram reduzidos, mas 4 milhões de pessoas acabaram pagando a mais, e terão direito a receber a diferença de volta.

Motos são a principal causa

Além do número de indenizações pagas, o DPVAT detalhou o perfil das vítimas e dos acidentes.

Acidentes com motos representaram 77% das indenizações pagas pela Seguradora Líder. Em seguida, aparecem automóveis, com 16%, caminhões, com 4%, ônibus e vans, com 2% e ciclomotores, com 1%.

Indenizações por região

Ao dividir os pagamentos por região do país, o Nordeste aparece como o local mais recorrente de indenizações pagas, com 32% do total, ou pouco mais de 113 mil casos. O Sudeste, com 29%, aparece logo na sequência, com 102,5 mil restituições.

Sul (17%), Centro-Oeste (12%) e Norte (10%) são as regiões com menor número de pedidos.

Considerando apenas estados, São Paulo, Minas Gerais, Ceará, Santa Catarina, Goiás e Paraná são os que mais receberam indenizações pagas pelo DPVAT. Somados, representam quase metade do total do Brasil.

Perfil das vítimas

Veja alguns indicadores dos perfis das vítimas que receberam algum tipo de indenização do DPVAT:

75% eram homens; 25% mulheres

26% das vítimas tinham entre 25 e 34 anos

23% tinham entre 45 e 64 anos

57% eram motoristas; 30%, pedestres e 13%, passageiros

Maior parte dos acidentes acontece ao anoitecer

Considerando o horário dos acidentes que geraram pagamento de indenizações, a maior recorrência é ao anoitecer, entre às 17h e às 19h59. A faixa foi responsável por 23,1% das restituições.

Por outro lado, a menor incidência é durante a madrugada, período compreendido entre 0h e 5h59, com menos de 10% do total.

Combate à fraudes

De acordo com a Seguradora Líder, foram identificadas 6.435 fraudes em 2019 - 75% delas em processos de indenização por invalidez.

O estado com maior número de fraudes foi o Ceará, com 1,5 mil, ou 25% do total.

A economia, com a descoberta de tentativas de golpes chegou a R$ 42,9 milhões, segundo a administradora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Preso que afirmou ter sido "expulso" por facção é foragido, diz Agepen
PANDEMIA
Em MS, 20% das pessoas que realizaram exames para Covid até agosto testaram positivo
SAÚDE
SUS abre consulta pública sobre uso de medicamento para o coração
CORONAVÍRUS
Presidente da 3ª Igreja Batista, pastor Mauro morre vítima da Covid-19
JUSTIÇA
Acusação indevida de assédio moral gera indenização de R$ 10 mil
CAMPO GRANDE
Advogado é preso tentando entrar com cocaína em presídio
INVESTIGAÇÃO
Mãe e filho foragidos da justiça são capturados em bairro da Capital
DOCUMENTAÇÃO FALSA
Caminhões com 120 bovinos trazidos ilegalmente do Paraguai são apreendidos em MS
BRASIL
Dólar tem nova alta e é cotado a R$ 5,58 com temor global sobre retomada de lockdowns
CAMPO GRANDE
Garras leva 20 pessoas para delegacia por envolvimento com jogo do bicho

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista bêbado atropela cinco pessoas que voltavam da igreja no Novo Horizonte
DOURADOS
Após bebedeira, homem é assassinado por “dar em cima” de esposa do acusado
DOURADOS
Motorista que fez 'strike' e atropelou cinco no Novo Horizonte é levado à PED
DOURADOS
Carro carregado com calhas capota após colisão e mulher fica ferida