terça, 24 de maio de 2022
São Paulo
23°max
11°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
BENEFÍCIO

MS concede incentivos para pesquisas sobre gases do efeito estufa

09 setembro 2021 - 20h20Por Da Redação

Mato Grosso do Sul tem a meta de se tornar estado carbono neutro até 2030. Ou seja, pretende mitigar todas as emissões de gases causadores do efeito estufa, dentro do próprio território, para contribuir com a redução do aquecimento global. Dentro dessa agenda de sustentabilidade, o Governo do Estado lançou, nesta quinta-feira (9), edital público da Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado) para selecionar projetos científicos que vão ajudar na neutralização dos gases que esquentam o planeta e causam a destruição do meio ambiente.

Ao todo, R$ 4 milhões de recursos próprios do Estado serão repassados para projetos de pesquisa e inovação nas áreas de Bioeconomia, Biotecnologia, Biodiversidade, Energias Renováveis e Produção Sustentável. Pesquisadores vinculados às Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs) e empresas que executam atividades de pesquisa em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), em Mato Grosso do Sul, podem participar da seleção. 

No lançamento do edital, na Governadoria, o governador Reinaldo Azambuja contou que a iniciativa faz parte do planejamento estratégico de Mato Grosso do Sul, de se desenvolver com sustentabilidade. “Temos visto os efeitos causados pelo aquecimento global: secas extremas em algumas regiões, excesso de chuva em outras, e até frio em lugares atípicos. Isso desperta compromisso com a agenda da sustentabilidade. Mato Grosso do Sul está focado nisso. Negar o aquecimento global é negar a evolução da ciência e a importância que os países têm dado à essa agenda”, destacou.

Audacioso, nas palavras do secretário estadual Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o compromisso de Mato Grosso do Sul em tornar um estado carbono neutro vem sendo  trabalhado desde 2016. Várias iniciativas adotadas ao longo dos últimos anos na área da sustentabilidade estão em andamento, como os programas Prósolo, Taquari Vivo, Carne Orgânica do Pantanal, Plano Integração Lavoura-Pecuária-Floresta e Ilumina Pantanal. 

Para ele, a proposta da Fundect vêm somar nesse cenário. "O Governo de Mato Grosso do Sul tem uma lei estadual de mudanças climáticas e o programa 'Estado carbono neutro' está inserido dentro dessa pauta. E um dos principais pontos (dentro dessa lei) são as ações que temos que desenvolver e que já estão ocorrendo.  O que a gente pretende agora, com esse edital, é exatamente avaliar essas ações. O objetivo agora é trazer a comunidade científica para fazer a avaliação de como está a situação atual do inventário de emissão de carbono no Mato Grosso do Sul".

O secretário Eduardo Riedel (Infraestrutura) também falou sobre as novas linhas de pesquisa para o desenvolvimento do Estado. "Quando a gente trabalha economia de baixo carbono e estabelece uma meta ousada como essa, de neutralizar emissões até 2030, estamos falando de duas grandes vertentes. Primeiro: a real contribuição que o Estado vai dar para a discussão do clima e do desenvolvimento. Segundo: economia. Temos a clareza de que nosso desenvolvimento econômico vai se dar por uma economia de baixo carbono. E temos visto em empreendimentos que chegam ao Estado e apresentam toda uma estruturação de desenvolvimento baseada na sustentabilidade", pontuou.


Prazo para inscrição de projetos começa em 10 de setembro e termina em 14 de outubro

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Grávida morta com tiro na cabeça morreu ao tentar proteger um irmão
CAARAPÓ

Grávida morta com tiro na cabeça morreu ao tentar proteger um irmão

Lira tira deputado crítico de Bolsonaro, da vice-presidência da Câmara
CONGRESSO

Lira tira deputado crítico de Bolsonaro, da vice-presidência da Câmara

IVINHEMA

Mensagem sobre massacre viraliza entre alunos e causa pânico em escola

BRASIL

Governo anuncia corte no imposto de importação de arroz, feijão e carne

Após acidente, motociclista quase teve cabeça esmagada por ônibus

FUTEBOL

Procuradoria do STJD denuncia Cruzeiro e Grêmio por cantos homofóbicos

FRONTEIRA

Corpo encontrado no Paraguai é de jovem de Coronel Sapucaia

UEMS

Dourados sedia Congresso Nacional Estudos Linguísticos e Literários 

RIO BRILHANTE 

Homem que matou um e feriu outro é condenado a 25 anos de prisão

BOA SORTE

+Milionária: como apostar na nova loteria, que estreia no sábado

Mais Lidas

DOURADOS/ITAPORÃ

Ciclista morre atropelado na MS-156 e motorista foge

MS

Jovens escapam de sequestro após bandido acidentar carro

DOURADOS

Vítima de atropelamento na MS-156 tinha 21 anos e morava na Reserva Indígena  

REGIÃO

Mulher grávida morre após ser baleada em Caarapó