Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
Agronegócio

Em MS, colheita da soja tem atraso de 36% e plantio do milho de 27%

28 fevereiro 2020 - 13h05Por André Bento

A falta de chuvas que em setembro de 2019 provocou atraso no plantio da soja tem impactado no clico produtivo de Mato Grosso do Sul. A colheita do grão está com índice 36,7% inferior ao apurado em igual período da safra anterior. O cultivo do milho, por sua vez, 27% abaixo em comparativo semelhante.

Esses dados são da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária) do Estado e constam no mais recente boletim Casa Rural, com dados apurados até 21 de fevereiro pela equipe do Siga-MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio).

SOJA

Quanto à soja, que nesta safra 2019/2020 tem área plantada estimada em 3,163 milhões de hectares, aproximadamente de 686.493 hectares foram colhidos.  Mas o setor produtivo mantém a projeção de 9,906 milhões de toneladas em produção e 52,19 sacas por hectare em produtividade.

A região norte está com a colheita mais avançada, em média de 28,8%. Nela está Alcinópolis, único município sul-mato-grossense a finalizar os trabalhos. Em Camapuã, porém, as máquinas avançaram por menos de 5% da área plantada e Rio Verde de Mato Grosso segue zerado.

Na região sul foram colhidos 20,3%. Fátima do Sul, Maracaju e Vicentina lideram, com 40%, Dourados tem 20,3%, Itaporã 10%, enquanto Anaurilândia, Batayporã, Bela Vista, Bonito, Guia Lopes da Laguna, Ivinhema, e Jardim seguem abaixo de 5%.

Com Sidrolândia (30%) no topo, a região centro colheu 20,2% da soja que cultivou. Rio Brilhante tem mais de 20%, Campo Grande Nova Alvorada do Sul mais de 10%, Jaraguari quase 10% e Terenos tem menos de 5%.

MILHO

A Famasul acrescenta que o plantio do milho segunda safra alcançou, até 21 de fevereiro, aproximadamente 342.179 hectares. A estimativa é cultivar para 1,977 milhão de hectares no Estado, redução aproximada de 9,02% no comparativo com o clico passado, de 2,173 milhões de hectares.

Mais uma vez, a região norte lidera, com média 20,9%, também puxada por Alcinópolis, que cultivou 90% de sua área. Camapuã tem 1% e Rio Verde de Mato Grosso segue zerado, conforme apurou o Siga-MS.

A região sul tem 17,2%. Maracaju lidera, com 35%, seguido por Fátima do Sul e Vicentina, ambos com 30%. Dourados tem 15%, Itaporã 10%, enquanto Anaurilândia e Jardim não saíram do zero.

Na região centro, com 15,3% de média de área plantada, Sidrolândia alcançou 20%, Rio Brilhante 17,3%, Campo Grande e Nova Alvorada do Sul 10% cada, Bandeirantes e Jaraguari 5%, e Terenos aproximadamente 2%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite inicia na segunda-feira
TRÁFICO DE DROGAS
Veículo é flagrado transportando 100 kg de maconha pela MS-156
DOURADOS
Unidades de saúde retomam atendimentos odontológicos eletivos
CONCURSO
Governo divulga resultados dos recursos do processo seletivo para atuação na Agepen
DOURADOS
Agetran suspende mais de 40 mototaxistas ausentes em vistoria obrigatória
DOURADOS
Vacinação antirrábica tem pontos fixos no sábado no Jardim Flórida e na Vila Industrial
PANDEMIA
MS ultrapassa 70 mil casos de coronavírus e taxa de contágio está em 1.00
FUTEBOL
Oitavas da Copa do Brasil terá duelo que já decidiu campeão; veja confrontos
CONTÁGIO
Afastado após operação, Justiça autoriza volta de Dobes à prefeitura
DOURADOS
Gastos da prefeitura com pessoal sobem e superam limite prudencial

Mais Lidas

DECIBÉIS
Operação do Gaeco mira fraudes em licitações e cumpre cinco mandados em Dourados
INVESTIGAÇÃO
Policiais do Gaeco fazem nova operação em Dourados
DOURADOS
Gaeco deixa edifício com documentos apreendidos após mais de 5h
CAPITAL
Mulher com mandado de prisão em aberto é executada com oito tiros