Menu
Busca segunda, 06 de abril de 2020
(67) 9860-3221
Agronegócio

Em MS, colheita da soja tem atraso de 36% e plantio do milho de 27%

28 fevereiro 2020 - 13h05Por André Bento

A falta de chuvas que em setembro de 2019 provocou atraso no plantio da soja tem impactado no clico produtivo de Mato Grosso do Sul. A colheita do grão está com índice 36,7% inferior ao apurado em igual período da safra anterior. O cultivo do milho, por sua vez, 27% abaixo em comparativo semelhante.

Esses dados são da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária) do Estado e constam no mais recente boletim Casa Rural, com dados apurados até 21 de fevereiro pela equipe do Siga-MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio).

SOJA

Quanto à soja, que nesta safra 2019/2020 tem área plantada estimada em 3,163 milhões de hectares, aproximadamente de 686.493 hectares foram colhidos.  Mas o setor produtivo mantém a projeção de 9,906 milhões de toneladas em produção e 52,19 sacas por hectare em produtividade.

A região norte está com a colheita mais avançada, em média de 28,8%. Nela está Alcinópolis, único município sul-mato-grossense a finalizar os trabalhos. Em Camapuã, porém, as máquinas avançaram por menos de 5% da área plantada e Rio Verde de Mato Grosso segue zerado.

Na região sul foram colhidos 20,3%. Fátima do Sul, Maracaju e Vicentina lideram, com 40%, Dourados tem 20,3%, Itaporã 10%, enquanto Anaurilândia, Batayporã, Bela Vista, Bonito, Guia Lopes da Laguna, Ivinhema, e Jardim seguem abaixo de 5%.

Com Sidrolândia (30%) no topo, a região centro colheu 20,2% da soja que cultivou. Rio Brilhante tem mais de 20%, Campo Grande Nova Alvorada do Sul mais de 10%, Jaraguari quase 10% e Terenos tem menos de 5%.

MILHO

A Famasul acrescenta que o plantio do milho segunda safra alcançou, até 21 de fevereiro, aproximadamente 342.179 hectares. A estimativa é cultivar para 1,977 milhão de hectares no Estado, redução aproximada de 9,02% no comparativo com o clico passado, de 2,173 milhões de hectares.

Mais uma vez, a região norte lidera, com média 20,9%, também puxada por Alcinópolis, que cultivou 90% de sua área. Camapuã tem 1% e Rio Verde de Mato Grosso segue zerado, conforme apurou o Siga-MS.

A região sul tem 17,2%. Maracaju lidera, com 35%, seguido por Fátima do Sul e Vicentina, ambos com 30%. Dourados tem 15%, Itaporã 10%, enquanto Anaurilândia e Jardim não saíram do zero.

Na região centro, com 15,3% de média de área plantada, Sidrolândia alcançou 20%, Rio Brilhante 17,3%, Campo Grande e Nova Alvorada do Sul 10% cada, Bandeirantes e Jaraguari 5%, e Terenos aproximadamente 2%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Inscrições para programas de bolsa de Iniciação Científica terminam hoje
ISOLAMENTO
Covid-19: pouco mais da metade da população ficou em casa no fim de semana
ECONOMIA
Crédito para folha de pagamento já está disponível nos bancos
MATO GROSSO DO SUL
Governo destina R$ 20 mi para combate ao coronavírus nos 79 municípios
JUSTIÇA
Toffoli se declara contrário a punição de pessoas por furar isolamento
USO EM HOSPITAIS
Universidade de Dourados doa protetores faciais contra coronavírus
FLEXIBILIZAÇÃO
Com restrições, comércio volta a funcionar amanhã em Dourados
SANESUL
Procedimento quer aprimorar abastecimento de água em Dourados
EDUCAÇÃO
MEC autoriza suspensão de aulas presenciais em cursos técnicos de ensino médio por 60 dias
CAMPO GRANDE
Procon Estadual detecta diferença de até 100% em produtos de chocolate

Mais Lidas

DOURADOS
Dois homens são executados por dupla de moto no Jardim Carisma
DOURADOS
Homem agride gestante e é assassinado a pauladas em favela
DOURADOS
Polícia apura que filho matou pai a pauladas após agredir a mãe grávida
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior