Menu
Busca sexta, 03 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Em crise, avicultores buscam novas alternativas

16 dezembro 2012 - 18h15

Por conta da falta de abatedouros de aves na região, avicultores da cidade de Terenos, distante 27 km de Campo Grande, buscam novas alternativas de renda. Há aproximadamente um ano, barracões utilizados para a criação de frangos estão vazios e as dívidas dos produtores não param de crescer.

O produtor Vitacir Fantini foi um dos pioneiros na criação de aves no município. Ele conta que, há cada dois meses, 75 mil animais saiam da propriedade para serem abatidos.

Os problemas começaram em 2008, quando o único frigorifico da região, localizado em Campo Grande, faliu. Para continuar com a criação, alguns produtores firmaram uma parceria com outro abatedouro de aves, localizado no sul do estado, mas a distância para o transporte dos animais acabou inviabilizando o negócio.

Para os produtores de Terenos, que fizeram empréstimos para construir novos galpões, restaram as dívidas. Seu Vitacir conta que não tem como pagar os R$ 70 mil que investiu na atividade e que hoje deve ao banco.

O presidente da Associação de Desenvolvimento Comunitário das Colônias de Terenos, Marcos Alberto Nucci, enviou ofícios à Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) e à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agrário da Produção da Indústria, Comércio e Turismo (Seprotur) e comunicou sobre a situação. Além de incentivos para que outras empresas venham para a região, os avicultores pedem a renegociação das dívidas.

Para a Seprotur, a alta nos preços da soja e do milho foi um dos fatores que freou e dificultou as atividades da avicultura no estado. Sobre as dívidas dos produtores, o órgão informou que existem negociações em andamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HUMILDADE
'A gente está se bicando há algum tempo', diz Bolsonaro sobre Mandetta
TRÁFICO
Três toneladas de maconha que saiu de Dourados é apreendida em São Paulo
TEMPO
Sexta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
SAÚDE
Idoso de 60 anos pode ser a primeira morte por coronavírus em Três Lagoas
INFORMAIS
Lei que cria auxílio de R$ 600 é publicada no 'Diário Oficial da União'
SIDROLÂNDIA
Bandidos invadem escola, furtam botijões de gás e alimentos
IMUNIZAÇÃO
Caminhoneiros serão incluídos na campanha de vacinação contra gripe
JUSTIÇA
Pedido de exoneração feita por servidor incapaz é considerado nulo
CONVOCAÇÃO
Governo fará cadastro não obrigatório de profissionais de saúde para o SUS
CAMPO GRANDE
Justiça mantém prisão de suspeito de furtar várias vezes mesmo atacadista

Mais Lidas

NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
CRIME AMBIENTAL
Pescador é flagrado com barco, motor de popa e petrecho de pesca
COVID-19
Familiares de casal que testou positivo para coronavírus em Dourados são monitorados
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações