Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
ECONOMIA

Dólar tem 2ª alta, mas ainda fecha abaixo de R$ 4, em dia de meio período

10 fevereiro 2016 - 19h20

O dólar comercial teve a segunda alta seguida nesta quarta-feira (10), mas ainda fechou abaixo de R$ 4. A moeda norte-americana subiu 0,65%, a R$ 3,936 na venda.

Na sexta-feira (5), o dólar havia avançado 0,41% e fechado a semana com queda de 2,84%.

O mercado brasileiro não funcionou na segunda e na terça-feira devido ao Carnaval, e abriu mais tarde nesta sessão.

Os investidores compraram dólar após o feriado de Carnaval.

"As commodities [matérias-primas] sofreram bastante nos dias em que o mercado brasileiro não abriu e o real precisa se ajustar a isso", disse o economista Pedro Tuesta, da 4Cast, à agência de notícias Reuters.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Governo prorroga toque de recolher em Mato Grosso do Sul
PANDEMIA
Governo prorroga toque de recolher em Mato Grosso do Sul
Com elenco completo, clube douradense se prepara para Liga Nacional
FUTSAL
Com elenco completo, clube douradense se prepara para Liga Nacional
RIO BRILHANTE
Após comprar droga em Dourados, jovens são presos e autuados por tráfico
Governo cria Cadastro Nacional das Organizações Religiosas
BRASIL
Governo cria Cadastro Nacional das Organizações Religiosas
RIO BRILHANTE
Jovem é flagrado carregando drogas em ônibus por R$ 3 mil
CRIME
Sanesul flagra cinco ligações irregulares de água por dia em Dourados
BR-163
Laudo preliminar da perícia confirma identidade de corpos encontrados em Dourados
MS
Técnicos da Iagro monitoram focos de raiva em bovinos na região de Cassilândia
DOURADOS
Assaltantes roubam tablet de vítima e tentam levar veículo
BRASIL
Inscrições para o Encceja são prorrogadas até 25 de janeiro

Mais Lidas

DOURADOS
Segundo corpo encontrado às margens da BR-163 é identificado
VIAGEM SANTA
PF deflagra operação contra tráfico de drogas em empresas de turismo religioso de Dourados
DOURADOS
Um dos corpos encontrados às margens da BR-163 foi quase decapitado
DOURADOS
Alvo da PF, empresário foi preso com armas e fortuna ao sofrer atentado em 2019