Menu
Busca sexta, 23 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA

Dólar fecha em queda nesta quarta-feira

20 setembro 2017 - 18h20

O dólar fechou em queda ante o real nesta quarta-feira (20), após o Federal Reserve sinalizar no comunicado de seu encontro de política monetária que ainda espera uma nova alta de juros nos Estados Unidos este ano, a terceira se confirmada, destaca a Reuters.

A moeda dos EUA recuou 0,21%, a R$ 3,1294 na venda, depois de marcar a mínima de R$ 3,1141. Na máxima, após o anúncio do Fed, atingiu R$ 3,1403 reais.

"O mercado estava vendo o Fed mais cauteloso e ele diluiu o gradualismo", justificou à Reuters o operador da corretora H.Commcor Cleber Alessie Machado.

O banco central dos Estados Unidos manteve a taxa de juros inalterada entre 1% e 1,25%, mas 11 dos 16 membros veem que o nível apropriado seria 0,25 ponto acima até o final do ano, entre 1,25% e 1,50%.

O Fed também confirmou que começará no mês que vem a reduzir seu balanço patrimonial, como esperado, cortando inicialmente até US$ 10 bilhões a cada mês do volume de títulos a vencer que reinveste. O balanço soma atualmente US$ 4,2 trilhões. Juros mais elevados tendem a atrair aos Estados Unidos recursos hoje aplicados em outras praças, como a brasileira.

No exterior, o dólar virou para o positivo ante uma cesta de moedas após a sinalização de nova alta de juros do Fed e também passou a ganhar força ante divisas emergentes, subindo ante o peso mexicano e a lira turca.

Internamente, os investidores também estavam de olho no Supremo Tribunal Federal (STF), que decide nesta quarta-feira a possibilidade de "travar" a denúncia feita pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot contra o presidente Michel Temer.

O BC vendeu integralmente a oferta de até 12 mil contratos de swap cambial tradicional (equivalentes à venda futura de dólares) no leilão para rolagem do vencimento de outubro. Desta forma, até agora já foram rolados US$ 2,4 bilhões do total de US$ 9,975 bilhões que vencem no mês que vem.

Na véspera, o dólar fechou praticamente estável, em alta de a 0,01%, cotado a R$ 3,1361 na venda, com os investidores à espera do Fed.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior
RIO DE JANEIRO
Criador do bordão 'bigodin finin, menino de 16 anos morre após mergulho
EDUCAÇÃO
Câmara de Ensino da UEMS ocorre nos dias 3 e 4 de novembro
BATAYPORÃ
Motorista perde o controle e tomba carreta carregada com bois na MS-276
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil ultrapassa 156 mil mortes por Covid, com média móvel de 471 por dia
PORTO
Sete pessoas são encontradas mortas dentro de contêiner no Paraguai
POLÍTICA E PANDEMIA
STF vai discutir em plenário se vacinação contra Covid será obrigatória
CAMPO GRANDE
Colisão entre veículo e carreta deixa motorista em estado grave na BR-163
EDUCAÇÃO
UFGD sediará um dos maiores eventos do agronegócio brasileiro
CAMAPUÃ
Homem morre após bater motocicleta na traseira de veículo na MS-436

Mais Lidas

DOURADOS
Carona de motociclista que morreu em acidente com carreta corre risco de ter perna amputada
DOURADOS
Vítima de acidente na Marcelino Pires morre na mesa de cirurgia
FEMINICÍDIO
Agredida a tijoladas, mulher morre em Dourados após nove dias de internação
POLÍCIA
Carona de motociclista que morreu em acidente é transferida para o Hospital Universitário