Menu
Busca terça, 21 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
ECONOMIA

Dólar fecha em alta após discurso de presidente do BC dos EUA

22 agosto 2014 - 18h30

O dólar fechou em alta nesta sexta-feira (22), em meio às tensões na Ucrânia e após o discurso da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, pela manhã. Depois da fala de Yellen, no início da tarde, o movimento de alta da moeda norte-americana se intensificou.

A moeda norte-americana subiu 0,53%, para R$ 2,2804. Veja cotação. (Correção: ao ser publicada, esta reportagem errou ao afirmar que o dólar subiu 0,76%. Na verdade, a alta foi de 0,53%. A informação foi corrigida às 17h06.)

Em discurso, Janet Yellen afirmou que a alta da taxa de juros nos EUA poderá acontecer antes do previsto se o mercado de trabalho no país continuar apresentando sinais de melhora. "O discurso em si foi balanceado. Ela citou tanto o aspecto de que seria necessário aumentar os juros se a recuperação ganhar força quanto a ociosidade no mercado de trabalho", afirmou à Reuters o economista-chefe do Espírito Santo Investment Bank, Jankiel Santos, explicando que o mercado esperava que ela "batesse mais na segunda tecla".

A expectativa de juros mais altos nos Estados Unidos, que tendem a atrair recursos atualmente aplicados em outros países, levou o dólar à máxima em 11 meses contra o euro, além de ajudar a moeda norte-americana a ampliar a alta ante o real.

Tensão na Ucrânia

O impasse entre Rússia e Ucrânia influenciou novamente o mercado. A Ucrânia declarou que a Rússia lançou uma "invasão direta" contra seu território após Moscou enviar um comboio de caminhões com suprimentos de ajuda humanitária para o leste ucraniano, onde rebeldes separatistas enfrentam forças do governo. "Parece que o risco geopolítico vai continuar a gradualmente se intensificar", afirmou à Reuters o estrategista sênior de câmbio para mercados emergentes do Scotiabank, Eduardo Suarez.

Demanda

A alta da moeda também pode ser resultado de um crescimento da demanda. Segundo o Valor Online, o crescimento foi impulsionado muito mais por uma correção no mercado doméstico. A demanda por dólares aumentou nos últimos dias diante da expectativa de um fluxo mais negativo no segundo semestre.

Na semana, o dólar tem alta de 0,72%. No mês, há crescimento de 0,46% e no ano, há baixa de 3,27%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é preso com carro roubado no RJ que seria levado para a Bolívia
Homem é preso com carro roubado no RJ que seria levado para a Bolívia
IFA
Fiocruz recebe na quarta insumos para produzir 5,2 milhões de doses
NOVA ANDRADINA
Homem é preso pela após agredir esposa durante discussão
BRASIL
Governadores dizem que alta na gasolina é 'problema nacional'
Idoso morre após 1 mês internado e família procura ciclista suspeito
Idoso morre após 1 mês internado e família procura ciclista suspeito
REGIÃO
Mais Social: beneficiários já podem utilizar créditos nesta terça-feira
Mulher finge dormir e flagra marido estuprando neta de 9 anos
ESTADOS UNIDOS
Presidente Bolsonaro se reúne com primeiro-ministro britânico nos EUA
PEDRO JUAN
Irmãos executados na fronteira foram vítimas de fugitivo de presídio
DOURADOS
Vereadores aprovam programa de regularização de edificações

Mais Lidas

DOURADOS
'Buguinha' é presa e diz que matou caseiro por legítima defesa
EVENTO CLANDESTINO
PM encerra festa com pelo menos 2 mil pessoas em Dourados
DOURADOS
Envolvida em execução de detetive é presa novamente em Dourados
LOTERIA
Douradense fatura R$ 31 mil ao acertar na quina