Menu
Busca quarta, 03 de junho de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA

Dólar fecha em alta após dados de trabalho dos EUA

06 outubro 2017 - 17h35Por G1

O dólar fechou em alta nesta sexta-feira (6), após o resultado do relatório sobre o mercado de trabalho norte-americano de setembro.

A moeda norte-americana terminou a sessão em valorização de 0,19%, vendida a R$ 3,1586. Na semana, a moeda acumula alta de 0,10%. 

Os EUA perderam 33 mil postos de trabalho em setembro por conta dos furacões Irma e Harvey, mas a taxa de desemprego, contudo, caiu dois décimos, a 4,2%. Essa é a taxa mais baixa desde fevereiro de 2001. Os dados de agosto, porém, foram revisados para cima.

O resultado ajudará os investidores a calibrar as crescentes apostas de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, vai elevar os juros nos Estados Unidos mais uma vez este ano, em dezembro.

"O furacão destruiu vagas nos estados por onde passou, mas a economia no geral parece estar indo muito bem. Assim, restam poucas dúvidas sobre a terceira alta dos juros deste ano em dezembro", justificou à Reuters o diretor da consultoria de valores mobiliários Wagner Investimentos, José Faria Júnior.

Os juros futuros passaram a precificar 93% de chances de uma alta de juros no encontro de 12 e 13 de dezembro, ante 83% antes dos dados.

Além disso, a taxa de desemprego, menos influenciada por esses fatores climáticos, caiu para 4,2%, a menor desde fevereiro de 2001. E o salário médio por hora cresceu 0,5% em setembro.

"A queda na taxa de desemprego pode persistir...para mais perto de 4% por algum tempo", escreveu o economista-chefe da empresa de pesquisas macroeconômicas Capital Economics, Paul Ashworth, segundo a Reuters. Após os números, o dólar saltou para a máxima em mais de dois meses contra o iene e para o maior nível em sete semanas contra o euro, subindo ante a cesta de moedas.

O dólar também operava em alta ante divisas de emergentes, como o rand sul-africano, o peso chileno e a lira turca.

Internamente, o cenário político continuava como pano de fundo, com os investidores ainda monitorando o andamento da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.

Na véspera, ministro Luís Roberto Barroso, do STF, autorizou a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a tomar o depoimento do presidente no caso um decreto deste ano que mudou regras do sistema portuário.

Na sessão de quinta-feira, a moeda norte-americana subiu 0,67%, vendida a R$ 3,1524.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Mulher é agredida a socos na frente de filho de 4 anos ao cobrar pensão
DOURADOS
Cartão de Estacionamento Rotativo para idoso tem validade vitalícia
JULGAMENTO
Tenente-coronel que matou o marido major irá a júri popular dia 19
POLÍTICA
Senado aprova PL que obriga cobertura de tratamento de câncer em casa
CAPITAL
Foragido usa nome do patrão ao ser internado, mas acaba descoberto
JUDICIÁRIO
Concessionária de energia deve ressarcir cliente por danos elétricos
COXIM
Funileiro que matou e comeu carne de homem usou coronavírus para liberdade
LOTERIA
Confira as seis dezenas da Mega-Sena, que paga R$ 45 milhões
REGIÃO
Comarca de Sonora não terá expediente na próxima sexta-feira
RIBAS DO RIO PARDO
Policial que matou professora em acidente é transferido para a capital

Mais Lidas

6ª VARA CÍVEL
Empresário vai à Justiça contra toque de recolher em Dourados
PANDEMIA
Com mais 27 casos, Dourados ultrapassa 300 confirmações de coronavírus
PANDEMIA
Novo epicentro, Dourados é a cidade com mais casos de coronavírus em MS
PED
Policiais penais frustram tentativa de fuga na Penitenciária de Dourados