Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
ECONOMIA

Dólar cai 2,2% e fecha a R$ 3,802, menor valor em quase 3 meses1

03 março 2016 - 18h20

O dólar comercial caiu mais de 2% e registrou o terceiro dia seguido de queda nesta quinta-feira (3). A moeda norte-americana teve perda de 2,2%, a R$ 3,802 na venda.

É o menor valor de fechamento desde 10 de dezembro, quando o dólar havia encerrado a R$ 3,801. É também a maior queda percentual diária desde 3 de dezembro (-2,26%).

Nos últimos três dias, o dólar acumula queda de 5,03%.

Na véspera, a moeda havia caído 1,35%.

Política brasileira
O mercado brasileiro tem sido intensamente influenciado pelo noticiário político. Muitos investidores entendem que vem crescendo a chance de afastamento da presidente Dilma Rousseff, algo que tem provocado reações favoráveis no mercado.

"Está crescendo no mercado a aposta de que Dilma não vai terminar seu mandato", disse o economista da 4Cast Pedro Tuesta à agência de notícias Reuters. Ele ressaltou, porém, que o quadro é bastante incerto e um eventual impeachment pode dificultar o reequilíbrio da economia brasileira.

O senador Delcídio Amaral (PT-MS) teria feito acordo de delação premiada perante o grupo de trabalho da Procuradoria-Geral da República na Operação Lava Jato. Segundo a revista "IstoÉ", ele teria citado vários nomes, entre eles o da presidente Dilma Rousseff e o do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e detalhou os bastidores da compra da refinaria de Pasadena pela Petrobras, entre outros assuntos.

Em nota, o senador Delcídio diz que não confirma o conteúdo da reportagem da revista "IstoÉ".

A notícia vem após relatos na véspera de que o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro teria acertado acordo de delação premiada e também teria citado Lula, segundo o jornal "Folha de S.Paulo".

"Se a Lava Jato chegar no Lula, é praticamente certo que o PT não volta ao governo nem em 2018 e isso significa que aumenta a chance de mudança no governo", disse o operador de um banco internacional à Reuters.

Denúncias contra Cunha

Outro foco importante é a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de abrir um processo criminal e tornar réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro o presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Se for condenado ao fim do processo no Supremo, ele pode perder o mandato de deputado, como determina a Constituição Federal. Cunha nega a acusação.

Investidores ressaltam que o acirramento das tensões com o deputado pode levá-lo a reagir com ataques ao governo. Por outro lado, eventual cassação do mandato do deputado pode diminuir as tensões entre o governo e o Congresso Nacional.

Juros

A queda do dólar nesta sessão também foi influenciada pela percepção de que o Banco Central não deve cortar os juros tão cedo, após o Comitê de Política Monetária (Copom) manter na véspera a Selic (taxa básica de juros) em 14,25% em decisão dividida.

A manutenção de juros elevados sustentaria a atratividade de negócios brasileiros, possivelmente atraindo dólares para o país.

Segundo pesquisa da Reuters, a alta recente do dólar frente ao real parece estar perdendo força em meio às promessas de mais estímulo econômico pelos bancos centrais e sinais de estabilização nos mercados de matéria-prima. Analistas esperam que o dólar seja cotado a R$ 4,015 em um mês, R$ 4,16 em seis meses e R$ 4,25 em 12 meses.

PIB contrai 3,8%

Investidores também ficaram de olho na informação de que a economia brasileira encolheu 3,8% em 2015 na comparação com 2014, segundo os dados do PIB (Produto Interno Bruto) divulgados nesta quinta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Essa é a maior queda desde que a atual pesquisa do IBGE começou a ser feita, em 1996. Se forem considerados os dados anteriores do PIB, que começam em 1948, é o pior resultado em 25 anos, desde 1990 (-4,3%), quando Fernando Collor de Mello assumiu o governo e decretou o confisco da poupança.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Distribuidora de títulos e valores mobiliários não precisa de registro junto ao Conselho Regional
ECONOMIA
Distribuidora de títulos e valores mobiliários não precisa de registro junto ao Conselho Regional
Lewandowski pede informações a laboratório sobre produção e importação da vacina Sputnik V no Brasil
STF
Lewandowski pede informações a laboratório sobre produção e importação da vacina Sputnik V no Brasil
Saúde atualiza plano de vacinação com novas categorias na prioridade
BRASIL
Saúde atualiza plano de vacinação com novas categorias na prioridade
EDUCAÇÃO
Processo Seletivo da Uems abre inscrições para 1052 vagas
BRASIL
Justiça lança projeto-piloto para redução da oferta de drogas ilícitas
CRIME AMBIENTAL
PMA apreende petrechos de pesca em balneário de Três Lagoas
REGIÃO
Maconha escondida em pote de achocolatado é apreendida na BR-163
IMUNIZAÇÃO
Mato Grosso do Sul lidera ranking de distribuição de vacinas contra Covid-19
BRASIL
Pandemia e fim dos auxílios podem reverter retomada econômica
PARQUE ALVORADA
Idosa tem casa revirada e bicicleta furtada em bairro de Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Motorista envolvido em acidente fatal relata bebida ao depor e é liberado 
ACIDENTES
Trânsito de Dourados faz terceira vítima fatal no ano, todas motociclistas
CRIME
Vizinhança flagra suspeito pulando muro e evita furto em Dourados
BR-276
Carreta com quase dez toneladas de maconha é apreendida em Dourados