Menu
Busca terça, 22 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Crescimento da economia deixa oposição nervosa, diz Lula

13 abril 2006 - 13h19

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou hoje o novo campus da Universidade Federal de São Carlos (UFSC), localizado na cidade de Sorocaba (SP). "O que deixa a oposição muito nervosa é o crescimento da economia", disse. Falando em clima de campanha, para uma platéia muito receptiva, Lula disse que "em quatro anos vamos fazer mais do que eles fizeram em 50".Ele também destacou o que considera ser o maior trunfo de sua gestão. "O que mais incomodada a oposição é que a economia está crescendo, empregos e vagas nas universidades estão aparecendo, as pessoas estão comendo melhor".Lula diz que é preciso analisar o que está acontecendo na educação no País. "Eu dizia que era preciso chegar à Presidência da República um presidente que não tivesse diploma universitário". Entre aplausos, o presidente respondeu às críticas de que não tem formação escolar. "Quando chegam no poder, tem pessoas que tem facilidade de esquecer o que milhões não tiveram oportunidade de aprender".O presidente destacou a parceria da prefeitura, que é comandada pela opocição, com o governo federal para a construção do novo campus da instituição. "Tem hora de pensar em eleição, tem hora de fazer disputa eleitoral, mas tem hora de pensar no povo", destacou o presidente. Ele também disse que a política educacional é chave para o desenvolvimento do País. "O Brasil será potência mundial no dia em que o estiver exportando conhecimento, inteligências, essas coisas que significam valor agregado para um País".Lula destacou o programa ProUni, que, segundo disse, incluiu 63 mil estudantes no ensino superior no Estado de São Paulo. E, até o final deste ano, disse, serão mais 45 mil.O presidente também destacou que o governo federal está retomando a abertura de escolas técnicas. Até o final do ano deverão ser 25 novas instituições em todo o País.Ele destacou o papel da organização popular para a geração de trabalho e renda. "Nesse País era praticamente proibido abrir cooperativas", disse. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pré-seleção de reservistas é feita para o Projeto Lote Urbanizado em Antônio João
HABITAÇÃO
Pré-seleção de reservistas é feita para o Projeto Lote Urbanizado em Antônio João
Três são levados para delegacia após "algazarra" e som alto em residência
COXIM
Três são levados para delegacia após "algazarra" e som alto em residência
Calamidade pública pode ser estendida em Anaurilândia
MS
Calamidade pública pode ser estendida em Anaurilândia
Lote de 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen chega ao Brasil
IMUNIZAÇÃO
Lote de 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen chega ao Brasil
Homem é preso com pistola e munições na MS-164
POLÍCIA
Homem é preso com pistola e munições na MS-164
MS
Bolsa Atleta e Técnico: Resultado final da pontuação e lista de convocados são divulgados
DOURADOS
Em 'hibernação' para ser vendida, São Fernando rende R$ 13 milhões no bimestre
MATO GROSSO DO SUL
Governo cria Fundação de Apoio à Educação Básica em MS
ECONOMIA
Indústria de MS gera mais de 6 mil novos empregos em um ano
É LEI
Sessão adaptada para autistas nos cinemas de MS é garantida por lei

Mais Lidas

INVESTIGAÇÃO
Polícia descarta latrocínio e investiga morte de mulher em Dourados por execução
REGIÃO
Preso, motorista de Corolla que matou moto entregador nega "racha"
MONTE ALEGRE
Vídeo mostra ação de dupla armada em mercado de Dourados
IMPORTUNAÇÃO SEXUAL
Mulher é assediada durante pesquisa em Dourados e registra ocorrência