Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
(67) 99659-5905

Caixa reduz juros para financiamento de imóveis acima de R$ 500 mil

15 janeiro 2013 - 15h15

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta terça-feira redução da taxa de juros para financiamento de imóveis acima de R$ 500 mil, fora do SFH (Sistema Financeiro de Habitação). As novas taxas valem para contratos assinados a partir de hoje.

As taxas de juros efetivas para clientes que não possuem relacionamento com o banco foram de 9,9% para 9,4% ao ano. No caso de clientes que possuem relacionamento e conta salário, as taxas serão reduzidas de 8,9% para 8,4% ao ano.

Para servidores, as taxas de juros podem chegar a 8,3% ao ano.

A economia para um financiamento de R$ 600 mil, por exemplo, poderá ficar em torno de R$ 43,3 mil, em 30 anos, de acordo com o banco.

O vice-presidente de Habitação e governo da Caixa, José Urbano Duarte, afirmou em nota que "diante do cenário de demanda crescente por crédito imobiliário, o objetivo da Caixa é oferecer condições atrativas para os todos os clientes".

Ele disse ainda que, em 2012, a Caixa reduziu juros para imóveis enquadrados no SFH, ou seja, abaixo de R$ 500 mil. "Desta vez, ampliaremos as opções também ao público de média e alta renda", diz.

A Caixa considera cliente com relacionamento aqueles que possuem conta corrente, cheque especial, cartão de crédito, débito em conta ou folha.

RECORDE

A Caixa informou que atingiu, no último dia 21 de dezembro, um volume de R$ 101 bilhões em contratações do crédito imobiliário. "Com o resultado, o banco superou a expectativa de empréstimos imobiliários para o ano e atingiu um recorde no financiamento para casa própria", diz em nota. De acordo com a instituição, a projeção era de atingir R$ 100 bilhões.

O volume corresponde a um crescimento de 33,8% em relação ao mesmo período no ano anterior, quando realizou R$ 75,4 bilhões em contratações.

ABAIXO DE R$ 500 MIL

No ano passado, o banco fez duas reduções nas taxas para imóveis abaixo de R$ 500 mil, uma em abril e a outra em junho. A instituição também ampliou o prazo máximo de pagamento do financiamento dessa faixa de valor, que foi de 30 para 35 anos.

No caso dos juros, as taxas foram de 9% para 8,85% ao ano para todos os clientes, podendo chegar a 7,8% de acordo com o grau de relacionamento com o banco.

Para os financiamentos fora do SFH, a taxa também já tinha sido reduzida em junho, de 10% ao ano para 9,9% ao ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RIBAS DO RIO PARDO
Advogado é autuado em R$ 27 mil por desmatamento ilegal em fazenda
LEGISLATIVO
Câmara de Dourados aprova projetos de Lei durante sessão ordinária
ARTIGO
Três desejos de uma favelada!
BRASIL
Bolsonaro diz que está aberto a sugestões para recuperação da economia
CONTRABANDO
Veículos com produtos avaliados em mais e R$1 mi são apreendidos
BRASIL
Confiança dos Serviços cresce 2,9 pontos em setembro, diz FGV
TRÁFICO DE DROGAS
Maconha apreendida em caminhão tanque pesou mais de 9 toneladas
DOURADOS
Intervenção na Funsaud chega ao fim após mais de um ano
DOURADOS
Suspeito de conduzir caminhão com 33t de maconha é preso no MT
SAÚDE & BEM - ESTAR
TPM e Hipnose Clínica: O recurso está na mente!

Mais Lidas

POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Festa com mais de cem pessoas é encerrada no Novo Horizonte