Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
CASA PRÓPRIA

Caixa Econômica retoma hoje financiamento imobiliário mais barato

02 janeiro 2018 - 11h20Por Radio Tupi

A Caixa Econômica Federal vai retomar nesta terça-feiradia 02 de janeiro, a linha de empréstimo imobiliário pró-cotista e elevar de 50% para 70% a cota de financiamento de imóveis usados. Passando por grave escassez de recursos, o banco suspendeu a linha no primeiro semestre de 2017 e reduziu o teto para usados em setembro.

A Caixa terá R$ 4 bilhões para emprestar aos cotistas, menos que os 6 bilhões contratados na linha de 2017. Segundo o vice-presidente de Habitação do banco, Nelson de Souza, o crédito está sendo retomado porque os valores são pequenos e não demandam reserva elevada de capital do banco. Ele admitiu ainda, que os recursos deverão se esgotar rapidamente diante da demanda.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Caminhão carregado em Dourados é apreendido com 2,8 toneladas de maconha
JUDICIÁRIO
TJ/MS promove o 4º Seminário de Gestão Socioambiental na próxima semana
CAPITAL
Homem é preso após mulher reagir a assalto e derrubar ladrão de motocicleta
CLIMA
Previsões indicam que outubro deve acabar chuvoso em Dourados
REGIÃO
MS recupera mais de R$ 90 milhões de créditos em Dívida Ativa com o Refis
DOURADOS NEWS PERGUNTA
Como diminuir os gastos com a folha salarial, que por um ano ficou acima da Lei de Responsabilidade?
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 32 milhões nesta quinta-feira
TV DOURADOS NEWS
Liandra Brambilla fala de sua experiência trabalhando na saúde em Dourados
UFGD
Mulheres na ciência é tema de webconferência na próxima segunda-feira
DOURADOS
Aced traz Aly Baddauhy Jr para Roda Empresarial desta quinta-feira

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente entre carreta e motocicleta mata mulher na BR-163
HOMICÍDIO EM 2013
Condenada pela morte do ex em Dourados é presa na Capital
DOURADOS
Motorista bêbado causa acidente em semáforo da Avenida Marcelino Pires
DOURADOS
Carona de motociclista que morreu em acidente com carreta corre risco de ter perna amputada