Menu
Busca segunda, 17 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Duvida: Suposto auxiliar de Saddam fará teste de DNA

05 setembro 2004 - 21h20

O primeiro-ministro iraquiano, Iyad Allawi, anunciou na tarde deste domingo que o homem preso no norte de Bagdá será submetido a um teste de DNA para determinar se se trata ou não do general Ezzat Ibrahim al Douri, ex-homem de confiança do ex-ditador Saddam Hussein. A suposta prisão de Ibrahim, o principal assessor de Hussein ainda solto, gerou polêmica neste domingo após o Pentágono afirmar "não ter elementos para confirmar a informação" divulgada pelo porta-voz do ministério do Interior iraquiano. O Ministério da Defesa do Iraque disse tê-lo capturado quando saía de uma clínica, onde fora fazer uma transfusão de sangue --Ibrahim tem leucemia. O anúncio foi feito pelo o coronel Adnan Abdelrahman, porta-voz do ministério do Interior. Cerca de 70 seguidores de Ibrahim teriam morrido na operação, segundo dados do governo local. O Exército dos EUA suspeita que Ezzat Ibrahim, de cerca de 60 anos, coordena os ataques contra a Força Multinacional no Iraque. Conhecido por seu envolvimento na repressão de opositores sob o regime do então presidente Saddam Hussein, Ibrahim era vice-presidente do Conselho do Comando da Revolução. Controvérsia No entanto, o Pentágono afirmou não ter elementos para confirmar ou desmentir a informação. Em um comunicado, o Exército americano negou que Ibrahim esteja sob sua custódia. "Não o capturamos e não se encontra sob nossa custódia", disse Greg Slavonic, porta-voz do Exército, acrescentando que "é possível que os iraquianos o tenham capturado, mas, se o fizeram, não nos comunicaram". "Nossas forças não participaram de nenhuma operação, não prenderam Ezzat Ibrahim e não temos informação sobre este assunto", afirmou o general Ahmad Khalaf Salman, chefe da Guarda Nacional, uma corporação auxiliar do Exército, para a região central do Iraque. O médico Nachwan Mohamad Sabar, do Hospital Geral de Tikrit, afirmou que Ezzat Ibrahim "não foi" ao local, em Ad Daur. Na clínica, dois enfermeiros, Hassan Mohammad al Duri e Shema Kazem Aluan, disseram que "nunca vimos Ibrahim". Ações Em Latifiya (25 quilômetros ao sul de Bagdá), as forças iraquianas e americanas detiveram 500 suspeitos e apreenderam várias armas, de acordo com informes da polícia e da Guarda Nacional. "Detivemos 500 suspeitos", declarou um capitão dos serviços secretos da Guarda Nacional do quartel de Mahmudiya, acrescentando que não se encontrou "nenhum" refém. Seria nesta região que estariam sendo mantidos em cativeiro os jornalistas franceses Georges Malbrunot e Christian Chesnot, capturados em 20 de agosto pelo "Exército Islâmico no Iraque". O grupo também reivindicou a autoria do assassinato do repórter italiano Enzo Baldoni. O imã salafista iraquiano, xeque Mehdi al-Sumaydai, emitiu hoje um "fatwa" (decreto religioso), pedindo que os jornalistas sejam soltos, embora tenha ressaltado que a operação em Latifiya "perturbou o processo de libertação". Em Paris, o chanceler francês, Michel Barnier, declarou hoje que a França tem "sérias razões para crer"que ambos gozam de boa saúde e que "é possível encontrar uma solução favorável". Em entrevista este domingo no Kuait, o secretário de Estado iraquiano sem pasta, Kassem Daud, afirmou que o julgamento de Saddam e Ezzat Ibrahim começará antes das eleições, previstas para final de janeiro de 2005 no Iraque.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é preso com mais de 350 quilos de drogas na MS-164
REGIÃO
Homem é preso com mais de 350 quilos de drogas na MS-164
Jovem é flagrado carregando mala com drogas em ônibus
MS-164
Jovem é flagrado carregando mala com drogas em ônibus
Dourados aplicou 65,9 mil doses de vacinas contra Covid-19
IMUNIZAÇÃO
Dourados aplicou 65,9 mil doses de vacinas contra Covid-19
MS vai receber mais de 85 mil doses de coronavac para 'zerar' fila da Dose 2
PANDEMIA
MS vai receber mais de 85 mil doses de coronavac para 'zerar' fila da Dose 2
Mulher tem moto furtada na Avenida Marcelino Pires
DOURADOS
Mulher tem moto furtada na Avenida Marcelino Pires
DOURADOS
Usina de etanol de milho terá que pagar R$ 4 milhões de compensação ambiental
MS
Agepen define parâmetros para prisão das pessoas LGBT+
Capataz é preso com animal silvestre ilegal e cinco armas de caça
DOURADOS
Comparsas fogem e homem é preso após furtar fios em cooperativa
BELEZA
Brasileira Julia Gama fica em 2º lugar no concurso Miss Universo

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS