sexta, 14 de junho de 2024
Dourados
17ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Duda Mendonça paga fiança de mil reais e é liberado da cadeia

23 outubro 2004 - 10h33

O publicitário Duda Mendonça, detido na noite de quinta pela Polícia Federal num clube de rinha de galos em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro, pagou a fiança de R$ 1 mil e deixou a prisão por volta das 22h30 de ontem. Ele será indiciado por por crime ambiental, formação de quadrilha e apologia ao crime e responderá ao processo em liberdade. O juiz substituto da 26ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, Sérgio Ribeiro de Souza, concedeu liberdade provisória ao publicitário Duda Mendonça. O vereador Jorge Babu e os outros quatro indiciados também deixaram a sede da Polícia Federal do Rio ontem à noite em carros particulares, enquanto os outros quatro acusados embarcaram num táxi

Deixe seu Comentário

Leia Também

AQUIDAUANA

Ladrão invade casa, agride e amarra moradora durante roubo

POLÍTICA

Manifestantes vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio

BONITO

Com carro furtado, motorista é parado a tiros ao tentar fugir da PM

SALÁRIO DE R$ 7,1 MIL

TJ/MS divulga gabarito oficial e resultado preliminar de concurso

Familiares pedem ajuda para encontrar Marcos Brandão que desaparecido
ORLA MORENA

Familiares pedem ajuda para encontrar Marcos Brandão que desaparecido

ACABOU A FERVURA?

El Niño chega ao fim, mas La Niña vem aí; saiba o que espera

Trabalhador fica ferido após cair em poço de cerca de seis metros

REPATRIADOS

Brasil vai receber da Suíça R$ 155 milhões recuperados de corrupção

CAMPO GRANDE

Homem é preso após fugir com filho e ameaçar atear fogo na casa da ex

JUDICIÁRIO

STJ anula provas contra dois investigados pela Lava Jato

Mais Lidas

HOMICÍDIO 

Douradense é encontrado morto com mãos e pés amarrados no interior do MT

DOURADOS

Interno é encontrado morto de joelhos na PED e caso é investigado

DECISÃO

Mesmo sem duplicação de pontos críticos, pedágios da BR-163 aumentam a partir desta sexta-feira

VENDA DE ALIMENTOS

Ministério Público pede fechamento de cantinas em presídios de MS