Menu
Busca domingo, 24 de maio de 2020
(67) 99659-5905

DPVAT já pagou R$ 5 milhões em indenizações desde 2007

08 janeiro 2010 - 16h53

Os números de acidentes de trânsito acompanham o crescimento da frota de veículos. Para indenizar as vítimas de acidentes, a população dispõe do seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre), que cobre os casos de morte, invalidez permanente e custas médico-hospitalares.

Desde 2007, o DPVAT já atendeu 3.852 solicitações de indenização, pagando R$ 5.311.018,81 às vítimas de acidente. Do montante pago, 80% são em casos de morte (R$ 4.250.229,09), enquanto R$ 549.152,49 foram destinados aos casos de invalidez, e R$ 511.637,23 cobriram custas após a saída do acidentado do hospital.

O atendimento do DPVAT no Mato Grosso do Sul iniciou em maio de 2007, em Três Lagoas. Na capital, a central do DPVAT funciona dentro do prédio do Procon. “A opção pela central no Procon é para que a população perceba a credibilidade do serviço. Ao entrar com o requerimento do seguro pelo Procon, o processo é considerado como administrativo e tem mais celeridade”, explica Milton Rodrigues, presidente do Sindicato dos Corretores de Seguro, que administra o DPVAT, em parceria com o Procon e o Ministério Público Estadual.

Na opinião de Milton, a população está mais esclarecida para buscar seus direitos. Ele comenta que ao registrar o boletim de ocorrência do acidente de trânsito, a pessoa já recebe orientação para que busque o seguro DPVAT. “Este seguro tem uma importância social muito forte, pois auxilia pessoas enquanto as vítimas se recuperam ou, nos casos de morte, a sustentar as famílias. Por isso, procurar a central é o primeiro passo”.

Basicamente, os documentos necessário para abertura do processo são os pessoais da vítima (RG/CNH/Carteira de Trabalho, e CPF), o boletim de ocorrência, relatórios médicos que atestem o grau de invalidez ou a necessidade de continuidade do tratamento (daí o pagamento das despesas médico-hospitalares).

“O crédito da indenização é feito diretamente na conta corrente ou poupança da vítima ou dos beneficiários legalmente definidos. Não há envolvimento do Procon ou do Sincor”, esclarece Milton. De acordo com a nova legislação, a solicitação do seguro pode ser feita até três anos decorridos do acidente.

Em todo o Brasil, o DPVAT pagou às vítimas de acidentes de trânsito R$ 1,2 bilhão em 2007; no ano passado, foram R$ 1,4 bilhão em indenizações. Mais informações pela central de atendimento 0800 022 1204 – que funciona de segunda à sábado, das 8 às 20 horas, ou pelo site www.dpvatseguro.com.br

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTE
Beach Handebol brasileiro busca alternativas para se manter no topo
INTERIOR
Com peças de Lego, alunas da UEMS criam robô que ajuda na prevenção do coronavírus
DOURADOS
MPE arquiva investigação sobre qualidade da internet fibra óptica e banda larga
COVID-19
Agência diz que EUA devem proibir viajantes do Brasil
ESTADO
TJMS implanta Serviço de Informação ao Cidadão
ESTADO
Governo mantém entrega de 1,7 mil moradias para 2020
MINISTRO
Internado para cirurgia, Toffoli apresenta sintomas de covid-19
ESTADO
Decisão pela devolução à consumidora de valor pago por carro defeituoso é mantida pelo TJMS
CLIMA
Dourados tem terceira menor temperatura do ano e previsão de geada na semana
DOURADOS
Com aulas suspensas há dois meses, calendário escolar volta na segunda

Mais Lidas

PANDEMIA
Números continuam aumentando e Dourados tem mais nove casos confirmados de coronavírus
TRAGÉDIA
Homem morre atropelado por rolo compactador
PANDEMIA
Dourados ultrapassa marca de 100 casos confirmados de coronavírus
DOURADOS
Servidor da PED é diagnosticado com coronavírus e outros agentes são afastados