Menu
Busca quarta, 05 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Dono de pousada que organizava caças e 4 caçadores são presos

23 janeiro 2011 - 10h56

Após denúncia, policiais militares ambientais prenderam na manhã de hoje o proprietário da Fazenda Santa Emília, antiga pousada Arauna, e mais quatro homens. O dono da fazenda é acusado de montar grupos de caças e os outros quatro homens estavam caçando.

A prisão ocorreu por meio de uma operação planejada pelo capitão Daniel Elias dos Santos, que aguardava a prática da caça para realizar a prisão em flagrante. Dessa forma, na tarde de ontem, policiais receberam a confirmação da ação ilegal e se deslocaram à fazenda.

No local havia cinco jacarés que tinham sido mortos no próprio dia, várias armas, três carcaças de jacarés, uma de capivara, uma de queixada e vários ossos de animais, que não permitiram identificar as espécies.

Foram presos: Ugo Furlan, residente em Campo Grande, proprietário da fazenda e organizador das caçadas; Luiz Carlos de Oliveira, Givaldo dos Santos e Eder Alves Pinto, todos residentes em Campo Grande, além de Edson Antônio Furlan Possari, residente em Adamantina-SP.

Segundo a Polícia Militar Ambiental, no veículo Toyota Hilux, placas HSY 9534, de propriedade de Ugo Furlan, que era usada para transportar os animais, foi apreendido uma espingarda calibre 22, que não tinha registro e 50 munições.

Já no veiculo Ford Ranger, placas JRT 0845, de propriedade de Givaldo dos Santos, foram localizados um revólver calibre 22 e duas espingardas calibre 22, sem registro, além de 61 munições calibre 22. Todos os veículos também foram apreendidos.

Também foram encontradas duas tarrafas que foram apreendidas, além de dois facões e facas que eram utilizadas para tirar o couro e limpar os animais abatidos.

Todos os acusados receberam voz prisão e foram conduzidos, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, onde eles foram autuados em flagrante, por porte e posse ilegal de arma, crime ambiental de caça, formação de quadrilha e bando armado.

Cada autuado recebeu multa de R$ 2,5 mil pela caça dos animais silvestres, perfazendo um total de R$ 12,5 mil.

O proprietário da fazenda, Ugo Furlan, ainda não possuía licenciamento ambiental da pousada e foi multado em mais R$ 50 mil. Ele também responderá por este crime de funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Bolsonaro veta prorrogação para entrega de declaração do Imposto de Renda
Dupla é presa arremessando vodca, uísque e carne para dentro de presídio
Trabalhadores da educação, transporte e limpeza com 55 anos já podem se vacinar
IMUNIZAÇÃO
Trabalhadores da educação, transporte e limpeza com 55 anos já podem se vacinar
CAPITAL
Técnica em enfermagem denuncia colega por falsificar declaração de vacina
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil registra mais 2.791 mortes por Covid; média móvel aponta estabilidade
PONTA PORÃ
PMR recupera caminhonete roubada e apreende arma de fogo
SENADO
CPI da Covid convoca Ernesto Araújo, Wajngarten e representantes de vacinas
CAPITAL
Professor é preso acusado de estuprar cinco alunas em lar beneficente
REGIÃO
Abertas inscrições para seleção de estagiários de Direito em Bela Vista
FRONTEIRA
Casal suspeito de roubo de carros é cercado e homem queimado vivo

Mais Lidas

INVESTIGAÇÃO
Homem é preso suspeito de estuprar quatro sobrinhas em Dourados
DOURADOS
Fumaça em estrada causa colisão entre caminhões e leva transtorno a moradores; vídeo
PANDEMIA
Decreto reduz toque de recolher em Dourados na semana do Dia das Mães
REGIÃO
Mãe e filha são executadas em locais diferentes na fronteira