Menu
Busca segunda, 01 de junho de 2020
(67) 99659-5905

Dona de casa é morta e esquartejada no Rio Grande do Sul

12 março 2005 - 09h42

A morte e esquartejamento de uma dona de casa que recém havia dado à luz estão sendo investigados na cidade gaúcha de Santa Maria. Um casal confessou que esquartejou o corpo de Glória Maria da Silva dos Santos, 44 anos, após a sua morte, mas a polícia não sabe ainda como ela foi morta e quais as motivações que teriam levado a técnica de enfermagem Marilei Barragan da Silva, 30 anos, e o serviços gerais Vagner Lopes da Silva, 22 anos, a realizarem o crime. Segundo o jornal Zero Hora, a mulher, que havia recém dado à luz uma menina, estava desaparecida desde o fim do dia 3, quando recebeu alta do Hospital Universitário. Segundo a técnica em enfermagem, foi nesse dia em que ela conheceu a dona de casa. Marilei, que estava no local como acompanhante de uma idosa internada, teria oferecido carona no carro de um amigo para Glória e sua filha, mas as duas acabaram indo de ônibus. Segundo Marilei, Glória teria dito que não iria mais para casa, quando foi convidada a ir até a casa da técnica em enfermagem. Em depoimento à polícia, Marilei disse que Glória tinha sintomas de febre e vômitos e teve morte súbita no final da tarde do último sábado, no dia 5. Já o seu companheiro afirma que as injeções que Marilei deu na vítima podem ter sido a causa da morte. Vagner sustenta que só ficou sabendo do caso na sexta-feira, dia 4, quando chegou à casa da namorada. Ele é que percebeu, por volta das 20h do último sábado, que a dona de casa estava morta. Marilei afirma que tentou reanimá-la a todo custo e garante que ela não havia ficado mal a ponto de precisar de uma ambulância. O casal decidiu esconder o corpo no poço que fica nos fundos da casa. No dia 9, quando a recém-nascida foi descoberta na casa pelo Conselho Tutelar e a Polícia Civil intimou Marilei para depor, o casal entrou em desespero e resolveram retirar e cortar o corpo. Durante a noite, Vagner espalhou os pedaços do corpo em três terrenos com vegetação ao longo da RS-509, na zona leste de Santa Maria. Vagner foi preso no dia seguinte, na casa onde mora com os pais, e confessou o esquartejamento. Marilei foi detida ontem. O delegado André Diefenbach deve indiciar o casal por homicídio, ocultação de cadáver e seqüestro.     

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2020
Estratégias dos pré-candidatos com eventual adiamento das eleições
PANDEMIA
Mesmo com disparada do coronavírus, Dourados continua abaixo do isolamento recomendado
OPORTUNIDADE
Dourados começa a semana com mais de 60 vagas de trabalho abertas
DOURADOS
Despesa com pessoal chega a R$ 440 milhões e consome mais de 50% da receita em 12 meses
EDUCAÇÃO
Super Promoção em Junho Para Cursos Profissionalizantes
BRASIL
Cidades com menos de 15 mil habitantes devem usar pregão eletrônico
CAMPO GRANDE
Criança que teve 90% do corpo queimado em incêndio morre no hospital
DOURADOS
Licitação de R$ 5,4 milhões para empresa tapar buracos é adiada
SAÚDE & BEM - ESTAR
Cárie: tem muita coisa que você (ainda) não sabe
TRÁFICO DE DROGAS
Homem é preso transportando maconha em ônibus

Mais Lidas

PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos
DOURADOS
HU emite nota de esclarecimento sobre atendimento de mulher que morreu com Covid-19
DOURADOS
Homem é encontrado morto embaixo de ponte no córrego Laranja Doce