Menu
Busca segunda, 06 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Dólar comercial abre em alta de 0,68% cotado a R$ 2,951

30 janeiro 2004 - 09h41

O dólar comercial abriu hoje com nova alta de 0,68%, a R$ 2,951 para a venda, no dia seguinte ao forte nervosismo vivido pelo mercado financeiro por conta das incertezas em relação ao futuro dos juros no Brasil e no exterior. É o sexto dia consecutivo em que a moeda norte-americana opera em alta.Ontem, o dólar fechou em alta de 1,2% e atingiu R$ 2,931 na venda, maior cotação desde 18 de dezembro do ano passado (R$ 2,933). Em percentuais, foi a maior valorização desde 30 de dezembro (+1,39%). Na máxima do dia, o dólar chegou a R$ 2,960 (2,2%) ontem.A alta da moeda nestes últimos dias vem sendo impulsionada, principalmente, pelo interesse das instituições financeiras credoras do país em receber mais reais do governo no momento do resgate integral de uma dívida cambial no valor de US$ 2,521 bilhões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Vítimas foram atingidas com 12 disparos de pistola no Jardim Carisma
TELEVISÃO
Gabi é a décima primeira eliminada do 'BBB20' com 59,61% dos votos
ELEIÇÕES 2020
Partidos que não atingirem quociente podem eleger vereadores
DOURADOS
Secretário propõe Hospital da Mulher e da Criança como referência à Covid-19
MARACAJU
Traficante é flagrando transportando 265 quilos de maconha em veículo
JUSTIÇA
Estudante que perdeu prova seletiva por atraso em voo será indenizado
CORUMBÁ
Homem morre atropelado em rodovia; motorista responsável foge
AVANÇO DO COVID-19
Brasil tem 487 mortos e mais de 11,2 mil casos confirmados de coronavírus
CAPITAL
Mulher sofre queimadura ao preparar almoço e morre 6 dias depois
TEMPO
Segunda-feira nublada com possibilidade de chuva em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Dois homens são executados por dupla de moto no Jardim Carisma
DOURADOS
Homem agride gestante e é assassinado a pauladas em favela
DOURADOS
Polícia apura que filho matou pai a pauladas após agredir a mãe grávida
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior