Menu
Busca domingo, 16 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Dois palestinos morrem em ataque israelense no centro de Gaza

19 setembro 2004 - 18h41

 Dois milicianos nos islâmicos morreram hoje, domingo, como conseqüência de um ataque israelense contra o veículo no qual circulavam por uma rua de Gaza capital, segundo fontes da segurança palestina. As fontes informaram que as vítimas são dois militantes dos Batalhões de Izadin Kasam, braço armado do movimento islâmico Hamas.Israel confirmou o ataque como parte de sua política de "assassinatos seletivos" contra líderes e milicianos da Intifada de Al-Aqsa, que no próximo dia 29 completa quatro anos. As fontes israelenses e palestinas diferem, no entanto, nos fatos. Enquanto as últimas garantem que a explosão foi registrada dentro do veículo, o exército israelense diz ter atacado com mísseis lançados de um helicóptero, como é habitual. Os corpos dos dois milicianos, cuja identidade não foi informada, foram levados ao hospital Shifa de Gaza. Os fatos, que reduziram o carro a uma massa de ferros calcinados, ocorreram no norte do bairro Rimal da cidade de Gaza, uma área próxima aos centros do governo da Autoridade Nacional Palestina (ANP). O primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, autorizou o exército há poucos dias a encurtar o período de planejamento e aplicação dos "assassinatos seletivos" a apenas 24 horas depois de o governo notificar a identidade dos alvos selecionados. Com a morte dos dois milicianos islâmicos, eleva-se a quatro o número de palestinos mortos hoje por forças de Israel nos territórios da Cisjordânia e de Gaza. Um terceiro palestino tinha morrido horas antes por disparos de soldados israelenses em um fato ocorrido no chamado corredor da Filadélfia, na fronteira entre Gaza e Egito. Fontes militares disseram que os soldados abriram fogo quando o palestino se aproximou de uma posição israelense para atacá-la. O quarto palestino morreu na localidade de Bait Hanun, no norte da faixa autônoma.Por outro lado, não longe de Beit Hanun, o exército israelense descobriu um explosivo de cerca de 30 quilos que foi colocado por alguma das milícias ao norte da passagem de Karni com o objetivo de atacar alguma patrulha militar, segundo a versão militar. O esquadrão antibombas do exército detonaram o artefato de forma controlada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul confirma 1,2 mil casos de Covid-19
PANDEMIA
Mato Grosso do Sul confirma 1,2 mil casos de Covid-19
Dourados confirma três mortes, 64 diagnósticos e 169 recuperados da Covid-19
PANDEMIA
Dourados confirma três mortes, 64 diagnósticos e 169 recuperados da Covid-19
Dourados terá novo bloco para campanhas educativas e Central de Exames de Trânsito
DETRAN-MS
Dourados terá novo bloco para campanhas educativas e Central de Exames de Trânsito
Eva Wilma morre em São Paulo, aos 87 anos
BRASIL
Eva Wilma morre em São Paulo, aos 87 anos
Assassino de secretário municipal vai a júri popular nesta semana
DOURADOS
Assassino de secretário municipal vai a júri popular nesta semana
REGIÃO
Jovem aluga carro, carrega mais de 300 tabletes de maconha e acaba preso
ESTADO
Cachês da Lei Aldir Blanc estão sendo pagos em maio, afirma João César Mattogrosso
REGIÃO
Casal de moto morre atropelado por caminhonete na MS-164
BRASIL
Morre o prefeito de São Paulo, Bruno Covas
POLÍCIA
Pindamonhangabense é preso por tráfico na Grande Dourados

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
CAPITAL
Jovem sai para comprar narguilé e morre após colidir moto contra poste