Menu
Busca sábado, 17 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Documento do BC mostra que Valério avalizou e até pagou dívida do PT

02 julho 2005 - 14h45

Documentos oficiais do Banco Central reproduzidos na revista "Veja" mostram que o PT fez um empréstimo de R$ 2,4 milhões em 2003 e que esse empréstimo foi avalizado e ainda teve parcelas em atraso pagas por Marcos Valério Fernandes de Souza --cujas empresas de propaganda atuam junto ao governo e que já faturaram mais de uma centena de milhões de reais em contratos de prestação de serviço com o governo federal.De uma só vez, os documentos publicados pela "Veja" neste sábado desmentem categoricamente todas as declarações que o empresário Valério deu nas últimas semanas --a de que ele não teria vínculos comerciais com o Partido dos Trabalhadores, mas só de amizade com seu tesoureiro, Delúbio Soares.Não é verdade. Valério tem, sim, relação "comercial" com o PT, é avalista e ainda paga dívidas do partido. A revelação se torna mais um componente gravíssimo e mantém o governo como todo em xeque, na medida em que o hoje milionário Valério é também o principal suspeito de operar uma enorme de rede de corrupção política, o chamado "mensalão" --pagamento de mesadas a deputados federais dispostos a "ajudar" o governo Luiz Inácio Lula da Silva a aprovar seus projetos na Câmara federal.O empréstimoO empréstimo feito pelo PT ocorreu em 2003, no banco mineiro BMG. Além de Valério, o presidente do PT, José Genoino, e o tesoureiro do partido, Delúbio Soares, assumiram a condição de avalistas. Mas quem teve de socorrer o partido e pagar uma parcela de R$ 350 mil dessa dívida foi Valério, por meio da SMP&B, uma das agências de comunicação que trabalham para o governo.Na semana passada, a "Veja" já havia questionado Valério se ele era avalista de algum empréstimo do PT. E ele declarou que não. Mais grave, declarou o mesmo em depoimento à Polícia Federal.Origens do escândaloA crise política e de credibilidade que atinge o governo federal se agravou no dia 6 de junho, quando a Folha de S.Paulo publicou uma entrevista exclusiva com o deputado e presidente do PTB, Roberto Jefferson. Na entrevista ele denunciou que deputados recebiam cerca de R$ 30 mil por mês para aprovar projetos de interesse do governo. Disse ainda ter denunciado o caso ao presidente Lula, que teria chorado ao saber.Vale lembrar que Roberto Jefferson também é suspeito de comandar um esquema de corrupção nos Correios. Na semana seguinte, em nova entrevista exclusiva à editora do Painel da Folha, a jornalista Renata Lo Prete, o petebista declarou que o dinheiro do "mensalão" vinha de estatais de empresas privadas e chegava a Brasília "em malas" para ser distribuído.Quem comandava o pagamento da mesada, disse, eram o tesoureiro do PT, Delúbio Soares, com a ajuda dos "operadores" Marcos Valério e o líder do PP na Câmara, José Janene (PR). Ambos sempre negaram isso.Outro ladoEm entrevista à rádio "CBN", neste sábado, Genoino negou que a matéria da "Veja" deste sábado seja uma denúncia."Quero deixar claro que essas transações fazem parte das regras comerciais. Esse empréstimo existe e foi feito de acordo com a legislação", disse o presidente do partido.Apesar disso, o petista evitou fazer comentários sobre o pagamento de R$ 350 mil, feito pela agência de comunicação de Valério. Durante a entrevista, ele afirmou diversas vezes que o tesoureiro do partido divulgará uma nota ainda neste sábado, explicando o caso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SÃO PAULO
Parlamentares invadem Hospital em meio à pandemia de Covid-19
Homem executado com 60 tiros já foi acusado de homicídio e tentativa
CAPITAL
Homem executado com 60 tiros já foi acusado de homicídio e tentativa
IMUNIZANTE
Azambuja assina carta dos governadores à ONU por mais vacinas
FRONTEIRA
Polícia 'estoura' lava jato que estocava cocaína para facções criminosas
GERAL
Emissão de Certidões Negativas segue disponível no Portal do TJMS
CAPITAL
Passageira de moto morre após veículo colidir com carro em viaduto
FÓRMULA 1
Lewis Hamilton conquista a pole para o GP de Imola; 99ª da carreira
REGIÃO
Ladrão de bancos do Paraguai é preso quando fugia para o Brasil
BENEFÍCIO
UEMS oferta 78 bolsas no valor de R$ 400 para Projetos de Ensino
POLÍCIA
Veículo roubado é recuperado na região central de Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Motociclista é preso após passar 'fumando um baseado' ao lado de viatura
CRIME AMBIENTAL
Goiano preso com minhocas terá que pagar multa de quase meio milhão de reais
AMEAÇA DE EXTINÇÃO
Após passar por MS, homem é preso com mudas raras que seriam vendidas na Bolívia
DOURADOS
Funsaud oficializa saída de diretor médico da UPA após denúncia de escala sem plantonista