Menu
Busca quinta, 05 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Diretor do Banco Central nega intervenção no câmbio

06 dezembro 2004 - 16h33

O diretor de Política Econômica do Banco Central, Afonso Beviláqua, disse hoje que o país acumula reservas para eventuais necessidades no futuro. "Essa é a função das reservas", explicou. Beviláqua negou que o leilão de dólares realizado hoje pelo Banco Central tenha sido uma intervenção no câmbio. "Não se trata de intervenção. Trata-se de dar continuidade ao programa de acumulação de reservas, anunciado em janeiro deste ano", afirmou. Afonso Beviláqua descartou também a hipótese de que o leilão tenha sido feito para definir o valor do câmbio. "O programa prevê que nós vamos, a médio prazo, acumular mais reservas, sem nenhuma preocupação específica com nenhum nível determinado de taxa de câmbio", informou o diretor do Banco Central. Beviláqua participou hoje, na sede do Banco Central no Rio de Janeiro, do seminário Taxas de Juros - estabilidade e Crescimento, que encerrou o ciclo de debates Selic 25 anos.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Considerado extremamente violento, traficante é preso com arma
ECONOMIA
Bolsonaro anuncia que novo Bolsa Família se chamará "Auxílio Brasil"
Policial tem prisão preventiva decretada após destruir carro da namorada
REGIÃO
Prorrogadas inscrições de peritos para atuarem no Poder Judiciário de MS
Idoso é preso no Paraguai com arma de fogo e faca tipo adaga
NOVA INVESTIGAÇÃO
TCU decide abrir processo para apurar conduta de Pazuello na pandemia
Ambiental captura 1.337 animais silvestres no primeiro semestre de 2021
GERAL
Governo amplia número de vagas do último concurso da Agepen
Passageira dorme em ônibus e só descobre furto das malas na rodoviária
SELIC
Copom eleva juros básicos da economia para 5,25% ao ano

Mais Lidas

DOURADOS
Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora
DOURADOS
Flagrado com pistola, jovem é preso no Parque do Lago II
AMEAÇA
Mulher não aceita relacionamento do ex e ameaça a atual companheira dele de morte
DOURADOS
Casal é preso após transformar casa de homem que morreu por overdose em 'boca de fumo'