Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Direito da UFGD encerra 2009 com o filme “Crianças Invisíveis”

10 dezembro 2009 - 10h52

O Projeto Direito e Cinema, da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) realiza no próximo sábado, às 14 horas, no cine-auditório da Unidade I da UFGD, a última sessão do ano de 2009. O filme a ser exibido será “Crianças Invisíveis” e o debatedor será Emmanuel Marinho, coordenador de Cultura da UFGD.


SOBRE O FILME

Crianças Invisíveis

ficha técnica:
• título original:All the Invisible Children
• gênero:Drama
• duração:01 hs 56 min
• ano de lançamento:2005
• site oficial:http://www.alltheinvisiblechildrenmovie.com/index2.pl
• estúdio:Rai Cinemafiction / MK Film Productions S.r.l.
• distribuidora:01 Distribuzione / Paris Filmes
• direção: Mehdi Charef , Kátia Lund , John Woo
• roteiro:Mehdi Charef, Diogo de Silva, Stribor Kusturica, Cinqué Lee, Joie
Lee, Spike Lee, Qiang Li, Kátia Lund, Jordan Scott e Stefano Veneruso
• produção:Maria Grazia Cucinotta, Chiara Tilesi e Stefano Veneruso
• música:Terence Blanchard, Ramin Djawadi e Hai Lin
• fotografia:Philippe Brelot, Cliff Charles, Changwei Gu, Toca Seabra,
Vittorio Storaro, Jim Whitaker e Nianping Zeng
• direção de arte:
• figurino:Donna Berwick
• edição:Barry Alexander Brown, Robert A. Ferretti e Dayn Williams
• efeitos especiais:Neil Corbould Special Effects Ltd. / SR "Zeljko Bozic" za
Pruzanje Kaskaderskih Usluga imagens - 5

sinopse:
Sete países, sete diretores, sete realidades infanto-juvenis retratadas em histórias curtas, mas, todas com grande profundidade no que tange o mundo criança dos respectivos países. “Crianças invisíveis” com suas realidades próprias, porém, o grande mérito do trabalho é mostrar de forma franca e objetiva estes inícios de vidas, nos emocionamos, choramos e às vezes sorrimos, pois lembramos de que já fomos crianças, de que um dia já confiamos com amor e inocência.
As crianças aqui retratadas pertencem a países distintos entre se, principalmente no que diz respeito à realidade socioeconômica, mostra também de forma nua e crua a relação destes personagens com os seus pais, isto quando tal relação existe.
Eis uma questão pertinente em todas as histórias: que as famílias como nós conhecemos, em sua maioria, já se esfacelaram, todos nós sabemos, porém quem são os pais de hoje? E as crianças, como estas se relacionam com o mundo atual, tão agressivo, que afoga crianças e adolescentes num mundo perverso e consumista, que desde cedo joga uma serie de escolhas em cima do futuro jovem do mundo...
E mais, como vivem os pequenos, que em uma realidade miserável, vive a ausência de bens materiais, sem brinquedos e vídeo game, ou seja, um mundo de exclusão infanto-juvenil, mundo este que já no começo é corroído, crianças que vivem a margem das drogas, armas, pais viciados, malandragem, consumismo, fazer amigos...
As crianças invisíveis da metrópole, da África do Sul (Meldy Charef) a Servia-Montenegro (Emir Kusturica), dos Estados Unidos Spike Lee) ao Brasil (Kátia Lund), da Inglaterra (Ridley Scott) a Itália (Stefano Veranuso) e deste a China (Jonh Woo), histórias distantes uma das outras, mas todas um retrato fiel às crianças do mundo atual, obra de grandes personagens e histórias, de seres tão
jovens e tão sofridos, que ainda assim, buscam a alegria das mais diversas formas, um certo brilho que se apaga na maioria das vezes, esquecemos de que já fomos crianças, perdemos a nossa inocência.
Todos estes sentimentos e questionamentos estão no filme “Crianças invisíveis”, crianças jogadas em um mundo que se destrói diariamente, que prostitui e escraviza estas crianças invisíveis, estes personagens da vida real não fazem parte do plano do G8 e cia, apenas a macroeconomia importa, enfim, a pergunta: quando estas crianças tiverem os seus 20 anos, que mundo vão encontrar?

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORENINHAS
Idoso morre carbonizado durante incêndio em residência
IMPOSTO
Licenciamento de veículos com placas final 1 e 2 vence nesta sexta
INVESTIGAÇÃO
Governo pede ao STF que suspenda depoimento de Weintraub
SIDROLÂNDIA
Motociclista morre em acidente com caminhão boiadeiro na BR-060
TEMPO
Quinta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
CORREIOS
Cadela encontra droga avaliada em R$ 200 mil em encomendas despachadas
ECONOMIA
Senado Federal aprova MP do aumento salário mínimo para R$ 1.045
CORUMBÁ
Cinco funcionários são presas acusadas de venda e receptação de tijolos
PROTOCOLOS
Comitê de ações da UEMS publica Plano de Biossegurança Institucional
POLÍTICA
Planalto teme que quebra de sigilo repercuta na cassação de Bolsonaro

Mais Lidas

DOURADOS
Paciente com suspeita de coronavírus afasta mais de 20 profissionais da saúde no HV e UPA
PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher