Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Dirceu Cardoso escreve, A caixa preta da ecologia

14 março 2011 - 08h10

Dois decretos, que devem ser editados nos próximos dias, pelo governo federal, vão desburocratizar a concessão para o prolongamento, duplicação e construção de rodovias. Os empreendimentos não precisarão mais dos demorados e polêmicos estudos de impacto ambiental que, por falta de regras ou excesso delas, têm retardado em muito a execução das obras e chegam até a inviabilizá-las. Além da rigidez de procedimentos, as estradas, usinas hidrelétricas, aeroportos e outros bens de infraestrutura ainda ficam sujeitos à ação imobilista de grupos ecológicos e ativistas, muitos dos quais usam a questão ambiental apenas para satisfazer suas necessidades de ação, lucro e sustentação política.

Ao editar a desburocratização, a presidente Dilma Rousseff começará a abrir uma imensa caixa preta que muito tem retardado as obras necessárias ao desenvolvimento nacional. Mas estas medidas devem ser encaradas apenas como o começo de um necessário processo de modernização de procedimentos e de compartilhamento de responsabilidades. Há que se livrar a questão ambiental dos oportunistas que a utilizam para finalidades diferentes que as ecológicas e acabam, mercê dessa exposição, transformando-se em verdadeiros gigolôs ecológicos e, como tal, conquistam cargos eletivos, são nomeados para altos postos e ganham benesses que nada têm a ver com o meio ambiente.

Desde o surgimento da era industrial, a proteção ambiental tem sido uma preocupação. De início, o poderio econômico dos grandes empreendedores, interessados apenas no lucro, os levou a destruir florestas, entupir vastas áreas de lixos e rejeitos e a predar os ecosistemas. A luta ambiental foi inevitável mas, por ser polêmica, acabou adquirindo viés ideológico e, nas últimas décadas, tem abrigado corpos estranhos que usam suas bandeiras em proveito próprio e ainda aparecem bem no retrato da sociedade. É preciso acabar com essa mistificação para, finalmente, podermos ter a questão ambiental encaminhada e bem resolvida.

Além da remoção dos entraves às obras básicas, o governo deve, urgentemente, fazer com que seus órgãos funcionem sem o engavetamento de processos ou a demora injustificada de decisões. Também precisa reforçar a fiscalização e combater a corrupção para evitar desmatamentos não autorizados, obras que prejudiquem o entorno e uma série de outros problemas. Tudo isso para a proteção ambiental, sem qualquer ranço ideológico.

Da mesma forma que deve garantir o funcionamento dos órgãos oficiais, o governo, o judiciário e a sociedade têm de cobrar rigidamente todos os agravos que se cometa contra a natureza. Quem provocar os danos tem de repará-los e ainda fica sujeito às punições legais. Se forem funcionários ou administradores públicos, devem ser sumariamente afastados de seus postos e processados.

Compatibilizar desenvolvimento com ecologia é uma imensa responsabilidade. Espera-se que o governo tenha condições de avançar nessa direção...

Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves – dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo)
aspomilpm@terra.com.br

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Homem morre após bater motocicleta na traseira de caminhonete
Dourados vai receber recursos para ampliação de esgotamento sanitário
SAÚDE
Dourados vai receber recursos para ampliação de esgotamento sanitário
BATAGUASSU
Ex-marido descarrega revólver contra mulher que fica em estado grave
EDUCAÇÃO
Professores desenvolvem projeto que busca integrar Escola e Universidade
Jovem de 21 anos é autuada por incêndio em vegetação e resíduos
Jovem de 21 anos é autuada por incêndio em vegetação e resíduos
SAÚDE
Anvisa autoriza produto à base de cannabis em projeto com a Fiocruz
POLÍCIA
Suspeito de assassinar artista plástica em Campo Grande é morto pela polícia
Governo libera R$ 2,61 bilhões para as universidades federais
AQUIDAUANA
Quadrilha especializada em abigeato é presa enquanto dividia carcaça de vaca
REGIÃO
Barbosinha ressalta trabalho de Tereza Cristina ao prestigiar entrega de títulos

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
DOURADOS
Criança encontrada morta apresentou problemas estomacais uma semana antes
CACHOEIRINHA
Polícia fecha ponto de distribuição de drogas e prende abastecedor