Menu
Busca terça, 13 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Diocese de Roma abre santificação de João Paulo II

30 maio 2005 - 11h42

A diocese de Roma abriu oficialmente o procedimento que pode levar à canonização do papa João Paulo II, pedindo aos católicos que apresentem evidências "a favor ou contra" sua reputação de santidade.Um édito publicado no final de semana marcou o início do procedimento que pode levar João Paulo II, morto em abril, a ser declarado beato e posteriormente santo. O documento, assinado pelo vigário de Roma, cardeal Camillo Ruini, será divulgado também em Cracóvia (Polônia), onde Karol Wojtyla passou quase toda sua vida até ser eleito papa, em 1978.O édito conclama os fiéis a apresentarem informações "das quais possam ser tirados elementos favoráveis ou contrários à reputação de santidade do supracitado Servo de Deus". Isso inclui cartas, escritos pessoais, diários e manuscritos que possam existir.O documento foi possível porque o papa Bento XVI permitiu uma exceção nas leis canônicas e autorizou a abertura imediata do processo de beatificação de seu antecessor. Normalmente, são necessários cinco anos entre a morte do candidato e o começo do processo.Dessa forma, João Paulo II poderá ser beatificado -- considerado um "abençoado da Igreja" -- em poucos anos, desde que um milagre seja atribuído à sua intercessão.Durante o funeral de João Paulo II, em 8 de abril, a multidão gritava a expressão "Santo Súbito", pedindo sua rápida canonização.O intervalo de cinco anos existe, entre outras coisas, para permitir que a emoção decorrente da morte do candidato assente antes da beatificação, e para que haja tempo para a preparação dos documentos e testemunhos do processo.Mas o próprio João Paulo II havia aberto um precedente em 1999, ao permitir que o processo de beatificação da madre Teresa de Calcutá fosse iniciado apenas dois anos após a morte. Ela foi beatificada em 2003.Muitas das pessoas que conheceram e colaboraram com João Paulo II continuam vivas. Isso pode acelerar significativamente o processo, porque as testemunhas estão bastante disponíveis.Nos últimos séculos, o processo de beatificação e canonização é habitualmente longo, burocrático e dispendioso, mas muitos católicos acreditam que a vida de sofrimento e dedicação de João Paulo II é evidente para todos.É necessário um milagre pós-morte para a beatificação. Ele deve ser resultado de orações pela intervenção do falecido papa junto a Deus. Outro milagre é necessário entre a beatificação e a eventual canonização. Os milagres normalmente são curas que os médicos têm dificuldades em explicar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bebê de 40 dias morre vítima da Covid-19 após ficar intubada por 10 dias
Bebê de 40 dias morre vítima da Covid-19 após ficar intubada por 10 dias
LIMINAR
Rosa Weber derruba trechos de decretos de Bolsonaro sobre porte de armas
BRASILÂNDIA
Funcionário de fazenda descobre furto de 50 cabeças de gado
GERAL
INSS retoma atendimentos presenciais nas regiões Norte e Centro-Oeste
Pedida prisão preventiva de ex-marido que matou professora a pauladas
SIDROLÂNDIA
Pedida prisão preventiva de ex-marido que matou professora a pauladas
AGEHAB
Renda para adesão a programas habitacionais varia de R$ 1,3 mil a R$ 4,7 mil
COTAÇÃO
Eletricista é agredido até desmaiar após colegas descobrirem maconha em carro
TENNESSEE
Tiroteio em escola deixa um morto e vários feridos nos Estados Unidos
Polícia prende homem por roubo de veículo e descobre outros dois furtos
COMISSÃO NO SENADO
Pacheco fará consulta para saber se CPI pode investigar governadores

Mais Lidas

ITAPORÃ
Jovem morta com tiros de escopeta tinha passagem por tráfico de drogas
IZIDRO PEDROSO
Estado doará terrenos e busca parceria para construir casas populares em Dourados
DOURADOS
Homem foi baleado com cinco tiros no Parque do Lago II
DOURADOS
Homem sofre tentativa de homicídio na região do Parque do Lago II