Menu
Busca quarta, 14 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Dez Estados vão pesquisar uso de células-tronco

03 setembro 2005 - 13h16

Nos próximos dois anos, 41 pesquisas com células-tronco embrionárias e adultas - retiradas principalmente da medula óssea e do cordão umbilical, entre outros tecidos - deverão ser desenvolvidas em dez Estados brasileiros. Os ministérios da Saúde e da Ciência e Tecnologia pretendem liberar, ainda este ano, R$ 8 milhões para o financiamento dos projetos e mais R$ 3 milhões em 2006. O principal objetivo das pesquisas é verificar o potencial de uso terapêutico das células-tronco. O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) divulgou, na terça-feira, a lista completa com os projetos aprovados, disponível no site www.cnpq.br. Entre as propostas selecionadas, três envolvem estudos com células-tronco exclusivamente embrionárias, aquelas que têm a capacidade de se transformar em qualquer tipo de célula do corpo humano. Outros quatro estudos são relacionados a células adultas humanas e embrionárias, e os 34 restantes apenas com células-tronco adultas. Os projetos foram escolhidos por meio de concorrência pública, cujo edital foi lançado em abril. No total, foram apresentados 106 propostas. O Estado do Rio de Janeiro, onde serão realizados 14 estudos, foi o que teve o maior número de pesquisas selecionadas. Em seguida, São Paulo (12) e Rio Grande do Sul (6). Já nos Estados de Pernambuco e Paraná, serão feitas duas pesquisas, em cada um deles. Além desses, também serão desenvolvidos experimentos em Minas Gerais, Bahia, Goiás, Rio Grande do Norte e Santa Catarina (um em cada Estado). A contratação dos projetos começa a partir do dia 5 de setembro. BiossegurançaO uso de células-tronco de embriões em pesquisas no Brasil foi permitido com a aprovação da Lei de Biossegurança, em março deste ano. No entanto, a lei estabelece algumas restrições, entre as quais a de que só podem ser utilizados embriões doados, com o consentimento dos pais. Outra exigência é que os embriões precisam ser inviáveis ou congelados há pelo menos três anos contados a partir da publicação da lei. Além disso, a legislação proíbe o comércio desses embriões, manipulação genética e clonagens humana e terapêutica. Esclerose múltiplaA pesquisa com célula-tronco poderá amenizar as conseqüências de pessoas com esclerose múltipla. Esse tipo de célula tem a capacidade de se transformar em outras células do corpo humano e regenerar tecidos e órgãos danificados. A doença se manifestou em Ana Carla Calmon, quando ela tinha apenas 23 anos. Hoje, com 41 anos, Ana Carla tem dificuldades para andar, falar e comer. Mas é feliz e tem um sonho: que a medicina encontre a cura para o seu mal. A esclerose múltipla é uma doença que atinge o sistema nervoso central e provoca a perda da substância que envolve os nervos, a mielina, no crânio e na medula espinhal.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

FRONTEIRA
Morre motorista de caminhonete que dirigiu baleado até hospital
LOTERIA
Confira os números sorteados da Mega-Sena; prêmio é de R$ 33 milhões
Jovem é preso pela polícia com submetralhadora escondida no interior de veículo
Jovem é preso pela polícia com submetralhadora escondida no interior de veículo
PANDEMIA SEM CONTROLE
Brasil passa de 362 mil mortes por Covid, com 3.462 registradas em 24 horas
SONORA
Acusado de matar a ex-mulher com 10 facadas é preso se escondendo em cemitério
JUDICIÁRIO
Plenário do STF mantém decisão que determinou instalação da CPI da Covid
PEDRO JUAN
Atingido a tiros por pistoleiros, homem dirige caminhonete até hospital
COVID-19
Saúde de MS recebe 45.416 medicamentos do kit intubação
OPERAÇÃO HÓRUS
Veículos carregados com contrabando são apreendidos
CORONAVÍRUS
Com estoque em situação crítica de 'kit intubação', Dourados segue com UTIs lotadas

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Soldado da Polícia Militar é encontrado morto no interior de residência
IZIDRO PEDROSO
Estado doará terrenos e busca parceria para construir casas populares em Dourados
DOURADOS
Homem encontrado morto pode ter envolvimento em esquema de agiotagem internacional
CASA PRÓPRIA
Prefeitura abre recadastramento habitacional em Dourados