sexta, 14 de junho de 2024
Dourados
17ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
REGIÃO 

Detentos do presídio de Caarapó participam de oficina de argila do projeto Reintegr'Arte

17 maio 2024 - 06h30Por Redação

Depois de passar por 4 cidades as oficinas de argila do projeto Reintegr’Arte, chegaram o 6º Estabelecimento Penal Masculino de Regime Fechado de Caarapó. Desde o Dia 08 até o dia 15 de maio o mestre Cleber Ferreira e Instrutora Fabiane A. Marçal ensinaram cerca de 10 detentos as técnicas de artesanato em argila.

Em 4 Cidades e 5 estabelecimentos penais, mais de 300 peças foram confeccionadas por homens e mulheres em reclusão, uma nova forma de conhecimento foi dada a eles e também uma perspectiva de transformar o artesanato em fonte de renda.

Segundo o mestre Cleber Ferreira, “estamos na quarta cidade, é muito bom levar esse conhecimento para homens e mulheres que estão nesses lugares, é uma forma de contribuir para a ressocialização deles, para levar uma nova visão de vida e mostrar que o artesanato pode salvar vidas”.

Para a Assistente Social da Unidade, Tatiane dos Santos Silva, “O objetivo principal do trabalho com a argila é terapêutico, é um momento de reflexão e de relaxamento que o interno tem através da arte, além do mais visa o lucro, pois o apenado que se interessar, tem uma fonte de renda garantida quando sair de progressão de regime com a venda do artesanato e com o apoio da Associação de Arte e Artesanato Vale da Esperança de Caarapó – MS, a qual disponibilizou o forno para queima das peças do curso citado.”

O Projeto

 O objetivo do projeto Reintegr’Arte é realizar oficinas gratuitas profissionalizantes de argila de forma presencial, com aulas teóricas e práticas, com instrução coletiva e atendimento individual dos instrutores, para despertar o processo criativo e o interesse pelo trabalho. Cada turma prevê a participação de 10 alunos e as cidades contempladas serão, Aquidauana, Campo Grande, Rio Brilhante, Jardim, Caarapó, Ponta Porã e Jateí, divididos entre presídios femininos e masculinos.

Os mestres artesãos Rodrigo Avalhaes e Cleber Ferreira e as instrutoras Fabiane Avalhaes Marçal e Léia Cristina da Silva Souza Marçal tem vasta experiência no artesanato em argila, suas peças tem reconhecimento nacional, eles agora disseminam o conhecimento adquirido ao longo dos anos para a capital e o interior do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AQUIDAUANA

Ladrão invade casa, agride e amarra moradora durante roubo

POLÍTICA

Manifestantes vão às ruas contra PL que equipara aborto a homicídio

BONITO

Com carro furtado, motorista é parado a tiros ao tentar fugir da PM

SALÁRIO DE R$ 7,1 MIL

TJ/MS divulga gabarito oficial e resultado preliminar de concurso

Familiares pedem ajuda para encontrar Marcos Brandão que desaparecido
ORLA MORENA

Familiares pedem ajuda para encontrar Marcos Brandão que desaparecido

ACABOU A FERVURA?

El Niño chega ao fim, mas La Niña vem aí; saiba o que espera

Trabalhador fica ferido após cair em poço de cerca de seis metros

REPATRIADOS

Brasil vai receber da Suíça R$ 155 milhões recuperados de corrupção

CAMPO GRANDE

Homem é preso após fugir com filho e ameaçar atear fogo na casa da ex

JUDICIÁRIO

STJ anula provas contra dois investigados pela Lava Jato

Mais Lidas

HOMICÍDIO 

Douradense é encontrado morto com mãos e pés amarrados no interior do MT

DOURADOS

Interno é encontrado morto de joelhos na PED e caso é investigado

DECISÃO

Mesmo sem duplicação de pontos críticos, pedágios da BR-163 aumentam a partir desta sexta-feira

VENDA DE ALIMENTOS

Ministério Público pede fechamento de cantinas em presídios de MS