sábado, 15 de junho de 2024
Dourados
20ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Deputados federais querem elevar os salários para R$ 14.628

04 novembro 2004 - 16h52

Os deputados federais querem "pegar carona" no reajuste de 15% que será concedido aos funcionários do Legislativo para elevar os salários de R$ 12.720 para R$ 14.628 mensais. A atitude dos deputados, entretanto, prejudicou os funcionários, pois a assinatura da portaria que concede o reajuste anual da categoria acabou sendo adiado. O anúncio do reajuste foi feito em plenário, ontem, pelo vice-presidente da Câmara, deputado Inocêncio Oliveira (PFL-PE), que pegou a informação em uma nota no site da Casa. Logo que o deputado pernambucano anunciou a informação do reajuste, a nota foi tirada do site. Isso porque João Paulo Cunha (PT-SP), presidente da Câmara, ainda não havia assinado a portaria.O primeiro parlamentar a manifestar seu desejo de incorporar o reajuste dado aos servidores foi o segundo-secretário da Mesa, deputado Severino Cavalcanti (PP-PE). A proposta de Cavalcanti provocou mal-estar entre vários parlamentares. O momento, na opinião da maioria, não é de se falar de reajustes, mas sim na retomada dos trabalhos da Câmara.Os deputados votaram menos de 10 matérias nos últimos quatro meses. A obstrução da oposição e as eleições foram os motivos para a falta de votação. A Presidência da Câmara teme agora que, com a proposta de incorporação do reajuste dos servidores pelos parlamentares, haja mais um motivo para que o debate seja desviado, deixando votações importantes paradas.A Câmara tem hoje 21 medidas provisórias trancando a pauta e até segunda-feira esse número subirá para 23. Um jantar está marcado para a noite de segunda-feira na casa de João Paulo Cunha. Esse será o momento em que os representantes do chamado "baixo clero" da Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS

Idosa cai em golpe e faz empréstimo de R$ 8 mil para quitar dívida

Governo de MS realiza obra que soluciona enchente em Batayporã
POLÍTICA

Governo de MS realiza obra que soluciona enchente em Batayporã

Homem é preso após deixar esposa com tiro na cabeça em posto
REGIÃO 

Homem é preso após deixar esposa com tiro na cabeça em posto

EDUCAÇÃO

MEC aceita revogar portaria se professores de federais acabarem greve

Treinamento de combate ao fogo qualifica novos soldados dos Bombeiros

Treinamento de combate ao fogo qualifica novos soldados dos Bombeiros

GERAL

CNBB pede aprovação de projeto que equipara aborto a homicídio

AMEAÇA

Jovem é indiciada após acusar ex-chefe de importunação sexual

DONATIVOS

MPT destinou mais de R$ 47 milhões em recursos ao povo gaúcho

PARAGUAI

Agente fica ferido e Senad apreende aviões do tráfico na fronteira

INTERNACIONAL

Lula se encontra com Papa Francisco na Itália, onde participa do G7

Mais Lidas

DECISÃO

Mesmo sem duplicação de pontos críticos, pedágios da BR-163 aumentam a partir desta sexta-feira

LUTO

Policial civil sofre infarto no trabalho e morre em hospital de Dourados

NEGÓCIOS E CIA

Veja quem recebe o PIS/Pasep na próxima semana

HOMICÍDIO 

Douradense é encontrado morto com mãos e pés amarrados no interior do MT