Menu
Busca quinta, 29 de julho de 2021
(67) 99257-3397

Deputado orienta consumidor a lutar contra cortes de energia

26 julho 2007 - 14h32

O deputado estadual Zé Teixeira (DEM) sugere ao consumidor de Mato Grosso do Sul buscar na Justiça a proibição do corte de serviços essenciais, como energia, água e telefone, por atraso no pagamento.

A sugestão do deputado é motivada pelo fato de os consumidores de Camapuã terem conseguido, por meio de ação civil proposta pelo Ministério Público Estadual, impedir que a Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul) promova cortes no fornecimento de energia no município.

A ação civil foi proposta pelos promotores de Justiça Fernando Martins Zaupa e Henrique Franco Cândia. Com a decisão, a concessionária poderá ser obrigada a pagar multa diária equivalente a R$ 500,00 por cada corte de energia.

Autor do projeto de lei que proíbe a suspensão desses serviços como conseqüência do atraso de pagamento, o deputado não se conforma com o fato de a lei não está em vigor em todo o Estado, apesar de ter sido promulgada pela Mesa Diretora da Assembléia Legislativa, após aprovação em plenário.

“Não sou a favor da inadimplência, a nossa preocupação é apenas com o direito constitucional do consumidor que muitas vezes se vê prejudicado com o corte de serviços essenciais simplesmente devido a um atraso de pagamento, além do mais existe a Justiça, onde a concessionária poderá fazer suas cobranças sem penalizá-lo, deixando-o sem água, luz e telefone”, afirmou argumentou o deputado.
A lei beneficiaria 700 mil residências ou empresas consumidoras de energia elétrica e água e os cerca de 500 mil consumidores do serviço de telefonia fixa. Pelo projeto promulgado, empresas que descumprirem a determinação estão sujeitas às punições estabelecidas pelo Código de Defesa do Consumidor – de multa à perda da concessão dos serviços públicos.

Histórico

A Lei 3.311, que proíbe o corte do fornecimento de energia elétrica, água e telefone caso o contribuinte não pague a conta no dia do vencimento, foi promulgada pelo então presidente da Assembléia, Londres Machado (PR), em 18 de dezembro do ano passado.

Chamada de "Lei Zé Teixeira", devido a autoria do projeto apresentado pelo deputado do PFL, o dispositivo legal não isenta o pagamento das contas em atraso, porém, deverão ser cobradas por outros meios que não privem o cidadão de ter seu serviço interrompido.

A lei destaca que na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça."

Na prática, o parlamentar entende que a interrupção do serviço público essencial, mesmo que expresso pela Lei 8.987/95, é inconstitucional, baseado nas decisões do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Zé Teixeira observa que na maioria dos casos, os cortes ocorrem devido a um ou dois dias de atraso e geram muitos transtornos ao consumidor.

Apesar da promulgação, o Tribunal de Justiça do Estado decidiu suspender a eficácia da lei em junho deste ano, por meio de liminar concedida à Enersul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDRO JUAN
Mulher fica gravemente ferida ao ser atacada a facadas pelo ex-namorado
POLÍTICA
STF reage e diz que uma mentira contada mil vezes não vira verdade
GERAL
Novo golpe do cartão filma seus dados durante entrega de aplicativo
PRONUNCIAMENTO
Ministro pede que brasileiros tomem a segunda dose da vacina
Tranquila sob árvore, babá é atingida por veículo desgovernado
Tranquila sob árvore, babá é atingida por veículo desgovernado
VACINA
Saúde vai fazer estudo para avaliar eficácia da 3ª dose da CoronaVac
CAPITAL
Dupla furta mais de 30 vestidos e ateliê estima prejuízo de R$ 40 mil
BRASIL
Bolsonaro sanciona programa de combate à violência contra a mulher
TRÁFICO
Com foto de Pablo Escobar na parede, traficante é preso no Paraguai
DOURADOS
Ação conjunta realiza trabalho de Marco de Concreto na Usina Velha

Mais Lidas

ESTRELA PORÃ
Homem que atropelou e matou adolescente de 13 anos é preso em Dourados
DOURADOS
Acidente no Centro deixa motociclista com fratura na perna e motorista foge
DOURADOS
Preso, jovem afirma ter bebido e que fugiu por medo de linchamento
DOURADOS
Drogas e submetralhadora são apreendidos no Idelfonso Pedroso