Menu
Busca domingo, 18 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Delúbio queria ajudar, diz Mercadante

03 setembro 2005 - 15h13

O senador Aloizio Mercadante disse hoje, ao chegar para a reunião do Diretório Nacional do PT, em São Paulo, acreditar que as ações do ex-tesoureiro Delúbio Soares durante sua gestão no partido foram movidas pela "intenção de ajudar". O senador, entretanto, não isentou Delúbio de assumir suas responsabilidades por "uma série de decisões irregulares, sem transparência e, mais do que isso, que comprometeram financeiramente e politicamente a legenda"."Portanto, ainda que ele tenha feito isso, e acredito que foi assim, com a intenção de ajudar o partido, acho incompatível com o projeto do PT tudo o que aconteceu", destacou Mercadante. Para ele, o afastamento do ex-tesoureiro - que não pôde ser discutido hoje no Diretório Nacional por conta de uma liminar obtida por Delúbio - seria um dos primeiros passos para a reconstrução da imagem do PT. "O partido precisa fazer um profundo balanço do que aconteceu", afirmou o senador, que voltou a defender a realização do terceiro congresso da história da legenda, entre o final deste ano e o início de 2006.Conforme Mercadante, nesse momento, o PT deve aguardar o posicionamento do Congresso Nacional em relação aos parlamentares petistas envolvidos em denúncias de corrupção. "Se eles forem absolvidos no Congresso, preservarão sua filiação partidária. Se qualquer desses companheiros tiver o mandato cassado, perderá compulsoriamente a filiação."O senador reiterou que apóia a candidatura do secretário-geral do PT, Ricardo Berzoini, à presidência do partido pelo Campo Majoritário, e disse que tem feito campanha pelo companheiro. "Ele é atuante e está se dispondo a uma tarefa muito importante nesse momento", ressaltou. Mercadante rechaçou ainda qualquer possibilidade de discussão das Eleições de 2006 nesse momento. "Não estamos discutindo isso. Seguramente, o PT terá unidade em 2006.""Companheirismo muito forte"Já o deputado federal Professor Luizinho afirmou que Delúbio Soares deveria ser parabenizado por assumir todo o peso da crise que atinge a legenda. "O Delúbio está assumindo pessoalmente todo o ônus sozinho, acho que essa postura tem de ser parabenizada", disse. "Isso demonstra que ele teve uma postura de companheirismo muito forte e determinada."O Professor Luizinho, entretanto, não quis comentar a quem se referia quando classificou como "forte e determinado" o companheirismo de Delúbio. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
TCE-MS pede explicações sobre irregularidades de R$ 2,2 milhões em licitação de prefeitura
INTERNACIONAL
Ataques a tiros em dois estados deixam 6 mortos nos EUA
PRF prende dois e apreende cocaína avaliada em R$ 8 milhões na BR-163
POLÍCIA
PRF prende dois e apreende cocaína avaliada em R$ 8 milhões na BR-163
POLÍCIA
Adolescentes estouram janela de alojamento e fogem de Unei
PMA resgata macaca domesticada que foi abandonada por tutores
POLÍCIA
PMA resgata macaca domesticada que foi abandonada por tutores
POLÍCIA
MPE-MS alerta gestores sobre prática de novo golpe no WhatsApp
REGIÃO
Após comprometimento de 98% do pulmão, prefeito se recupera da Covid-19
POLÍCIA
Após desentendimento, menina de 10 anos sai de casa e fica sete horas desaparecida
POLÍCIA
Homem é morto com vários golpes de faca e assassino é preso horas depois
PANDEMIA
Dourados segue com 100% das UTIs Covid ocupadas e com fila de espera por leitos

Mais Lidas

DOURADOS
Motociclista é preso após passar 'fumando um baseado' ao lado de viatura
DOURADOS
Interno morre após briga com companheiro de cela da PED
PED
Arma de fabricação caseira é encontra em cela de interno morto
RONDAS
Bicicleta roubada há 14 anos é recuperada em Dourados