Menu
Busca quinta, 06 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Delegada ouve testemunhas do caso do professor pedófilo

15 março 2011 - 11h17

A delegada titular da Delegacia de Atendimento a Mulher, Franciele Candotti, ouviu nesta manhã duas vitimas do caso do professor pedófilo de Dourados. Agora ela irá identificar e ouvir outras as vítimas do professor acusado de pedofilia.

O material pornográfico, que foi entregue à polícia pela mulher do acusado, foi encaminhado à perícia da Polícia Civil. Desde ontem o acusado não é localizado pela polícia. O professor de 36 anos no ano passado foi preso em flagrante por violencia domestica,apos agredir a esposa,na ocasiao ele pagou fiança e foi colocado em liberdade.

Relembre

Casada há mais de dez anos com o acusado, uma mulher de 27 anos registrou, na madrugada deste domingo em Dourados, um boletim de ocorrência em que acusa o marido de pedofilia.
Segundo relato da vítima à Polícia ela começou a suspeitar do marido, um professor de 36 anos, quando encontrou um vídeo produzido por ele mesmo contendo cenas de nudez de uma prima. Na ocasião, foi ele próprio quem mostrou o conteúdo à esposa. Na ocasião houve desentendimento e a promessa do autor de que não iria se repetir.

A mulher então resolveu, por conta própria, monitorar o comportamento do suspeito e acabou encontrando, em sua casa, uma mala com roupas íntimas femininas e vídeos de nudez de menores, algumas alunas do acusado, filmadas no vestiário feminino de uma das escolas em que ele lecionava.

Na noite de ontem a mulher observou a chegada do marido e fingiu estar dormindo mas observou o momento em que ele escondia um pen drive em cima do guarda-roupas. Ela então esperou que ele dormisse e pôde notar que o dispositivo continha várias fotos e vídeos de nudez, entre eles, imagens da filha de apenas doze anos. Ela conta que apesar de ter sido registrada como filha do acusado, ele não é pai biológico da criança.
Diante dos faltos que envolveram a menor, ela resolveu procurar a autoridade policial para registrar ocorrência.

A vítima lembra ainda que o acusado é professor da rede estadual e particular de ensino. Ela o descreve como sendo um homem violento e diz temer por sua vida e da filha após a denúncia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é preso com caminhonete e pistola na MS-164 logo após assalto
POLÍTICA
Senado Federal aprova penas mais duras contra crimes cibernéticos
APARECIDA DO TABOADO
Homem é esfaqueado ao tentar impedir mulher de sair para comprar drogas
IMUNIZANTE
Mais 628 mil vacinas da Pfizer chegam ao Brasil nesta quarta-feira
RIBAS DO RIO PARDO
Detetive particular já condenado é preso por dirigir embriagado após acidente
JUDICIÁRIO
Justiça Federal absolve ex-presidente Temer de envolvimento em 'quadrilhão'
COXIM
Homem agride filho e nora de vereador, quebra viatura e danifica loja
SELEÇÃO
Ibama é autorizado a contratar 1,6 mil funcionários temporários
NAVIRAÍ
Ambiental apreende armadilha de caça de animais silvestres de grande porte 
BRASIL
Bolsonaro veta prorrogação para entrega de declaração do Imposto de Renda

Mais Lidas

PANDEMIA
Decreto reduz toque de recolher em Dourados na semana do Dia das Mães
DOURADOS
Pancadaria em motel termina na delegacia com três pessoas detidas
REGIÃO
Mãe e filha são executadas em locais diferentes na fronteira
PONTA PORÃ
Vítima de execução na fronteira registrou boletim de ocorrência contra o namorado