Menu
Busca sexta, 14 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Delcídio diz que reforma tributária será local, mas fundamental

09 fevereiro 2011 - 18h04

O senador Delcídio do Amaral (PT/MS) acredita que a proposta de reforma tributária a ser enviada este ano pelo governo ao Congresso Nacional não será muito ampla, mas tocará em pontos fundamentais, que ajudarão a promover o desenvolvimento do país.

“Possivelmente não vai ser uma grande reforma, mas uma reforma localizada, para desonerar a folha de salário e os investimentos produtivos. Não dá para exagerar achando que vamos reinventar a roda. A própria presidente Dilma disse isso lá no Congresso na semana passada. O objetivo é incentivar os investimentos através da redução da carga de impostos. Isso é muito importante porque no Brasil a gente paga tributo antes mesmo de concluir o investimento”, afirmou o senador, ao participar, em Brasília, do debate promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) sobre a agenda legislativa de 2011.

O encontro contou com a presença do presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, do vice-presidente, Paulo Afonso Ferreira, do ex-ministro da Fazenda, Mailson da Nóbrega, dos deputados Leonardo Quintão (PMDB-MG) e Eduardo Sciarra (DEM-PR), e do senador Aloysio Nunes (PSDB-SP).

“Discutimos o eixo daquelas atividades que, do ponto de vista da CNI, serão importantes na pauta do Congresso nos próximos meses. Falamos sobre o desafio de estabelecer marcos regulatórios, as agências reguladoras e os investimentos que serão fundamentais para o desenvolvimento econômico e social do Brasil, entre outros temas. Entendo que é dessa maneira que o Congresso se aproxima, cada vez mais, da indústria, e garante produtividade, competitividade, eficiência, a partir do momento que a gente estabelece como prioridade a infraestrutura, para favorecer a construção de estradas, portos, aeroportos”, explicou o senador.

Delcídio afirmou que o grande desafio brasileiro é a infraestrutura.

“Eu estava vendo uma curva de custos de produção de um porto no leste dos Estados Unidos com Rotherdan (Holanda), comparada com a curva de custos de Paranaguá com Rotherdan. Enquanto nos portos americanos o frete é descendente no nosso é ascendente, e de uma forma exponencial. Esse é o grande problema. Não adianta termos produtores e industriais competentes e eficientes se eles perdem competitividade no custo de transporte, no frete”, disse.

Outro ponto que, segundo o senador, fará parte da pauta do Congresso Nacional este ano é a profissionalização das agências reguladoras.

“As agências reguladoras são instituições de estado e foram criadas dentro desse conceito. A presidente Dilma tem sinalizado, com muito vigor, a necessidade de indicar pessoas qualificadas para comandar as agências reguladoras que tenham experiência no setor. Em 2010, fizemos um trabalho na Comissão de Assuntos Econômicos sobre a regulamentação de vários setores e reunimos muitas pessoas, de todos os setores, não só gerentes do próprio governo como também empresários, diretores e executivos de empresas. Sem dúvida nenhuma, vamos discutir esse ano na CAE o aperfeiçoamento da regulamentação de vários setores, porque temos reais condições de melhorar a nossa regulamentação e com isso facilitar a vida dos que querem investir no Brasil.

Outro ponto destacado por Delcídio no debate com os industriais foi a divisão dos royalties do pré-sal.

“Eles vão ter um impacto em todo o país, não só nos estados produtores, mas nas demais unidades da federação, como o Mato Grosso do Sul, que precisa de recursos federais para continuar crescendo e se desenvolvendo. O óleo do pré-sal é uma riqueza nacional e por isso deve ser dividida entre todos os brasileiros”, lembrou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CPI ouve ex-ministros Ernesto Araújo e Eduardo Pazuello na próxima semana
BRASIL
CPI ouve ex-ministros Ernesto Araújo e Eduardo Pazuello na próxima semana
SELEÇÃO
UEMS divulga novas chamadas para matrícula
Capivara invade motel em Dourados e é resgatara pela PMA
RESGATE
Capivara invade motel em Dourados e é resgatara pela PMA
Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa divulga normas e data de eleição
MS
Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa divulga normas e data de eleição
Ipea: inflação desacelera para todas as faixas de renda em abril
ECONOMIA
Ipea: inflação desacelera para todas as faixas de renda em abril
PANDEMIA
Dourados se aproxima de 29 mil casos de coronavírus e registra mais três óbitos
MS
Sejusp autoriza promoção funcional Ano Base 2020 de 86 servidores da Polícia Civil
RIO NEGRO
Lobinho atropelado é resgatado às margens de rodovia de MS
DOURADOS
Concessão de terrenos é feita e auxilia no fomento de indústrias locais
PANDEMIA
MS soma mais de 890 mil doses de vacinas aplicadas contra o coronavírus

Mais Lidas

DOURADOS
Descontrolado, pastor xinga policiais por ser orientado a diminuir som de igreja
PESQUISA
Estudo confirma presença de dinossauros em Mato Grosso do Sul
ARTISTA
Desenhista de MS "consagrado" por Silvio Santos terá novo encontro com apresentador
CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP