Menu
Busca domingo, 28 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

Defensoria pediu liminar em favor de sem-terra presos

03 setembro 2003 - 16h54

O procurador da Defensoria Pública, Elias Kesrouani, recebeu ontem do Tribunal de Justiça o pedido de liberdade em favor dos quatro sem-terra para que o órgão fizesse a defesa e acabou ingressando com um pedido de liminar, o que dá caráter de urgência à análise pelo desembargador Gilberto da Silva Castro. Hoje deve ser dado o parecer da Procuradoria de Justiça e Kesrouani espera que nos próximos dias seja respondido o pedido. Até terça-feira, quando ocorre seção da 1ª Turma Criminal do TJ, certamente a situação dos sem-terra terá sido resolvida, com a soltura ou rejeição ao pedido de liberdade.A Procuradoria da Defensoria passou a fazer parte no processo porque várias entidades enviaram cartas ao Tribunal pedindo a liberdade dos-terra Antônio Alves de Lima, Carlos Aparecido Ferrari, Antônio Firmino de Souza e Cícero Donízio Maçaranduba, mas não apresentaram um documento com valor jurídico e nem indicaram advogado. Como o TJ reconheceu o pedido, Kesrouani fez a argumentação em favor dos sem-terra no processo que já estava tramitando. Ele argumentou que o enquadramento ao caso- roubo e formação de quadrilha- era inadequado.Os sem-terra tiveram a prisão decretada em 18 de dezembro, em Eldorado, depois que retiveram agrotóxico que estaria sendo despejado em um córrego onde acampados pegavam água. O procurador comenta que outros três sem-terra também foram enquadrados e, no entanto, conseguiram liberdade provisória. Ele questionou no pedido apresentado ao TJ o enquadramento por roubo e formação de quadrilha e também porque os 4 presos não receberam o mesmo tratamento se o caso era o mesmo.Os sem-terra foram presos somente na semana passada e estão no Presídio Harry Amorim Costa, em Dourados. O MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra) chegou a incluir o pedido de libertação deles nas reivindicações para desocupação da fazenda Coimbra 3ML, em Itaporã.Kesrouani questionou ainda a prisão do sem-terra pelo fato de todos terem endereço fixo e trabalho. Um deles preside uma cooperativa rural. Lima, conhecido como Toninho Borborema, chegou a ser candidato a prefeito em Itaquiraí.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Satélite brasileiro Amazonia-1 é lançado com sucesso
TECNOLOGIA
Satélite brasileiro Amazonia-1 é lançado com sucesso
Homem é autuado por pescar durante período da piracema
FISCALIZAÇÃO
Homem é autuado por pescar durante período da piracema
Campanha vai divulgar informação segura sobre as doenças raras
SAÚDE
Campanha vai divulgar informação segura sobre as doenças raras
MS tem quase 6 mil casos sem encerramento em plataforma
PANDEMIA
MS tem quase 6 mil casos sem encerramento em plataforma
PANDEMIA
Instituto Butantan entrega 600 mil de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde neste domingo
MS
Polícia Ambiental disponibiliza Cartilha do Pescador 2021 com todas regras de pesca
AQUIDAUNA
Agente comunitária é autuada por envenenar árvore em logradouro público em frente sua residência
CAPITAL
Bêbado, motorista bate carro em poste e vai parar na delegacia
ESPORTES
São Paulo ganha tempo, e Crespo terá calma para conhecer elenco
TRAGÉDIA
Bebê de dois meses morre após cair entre cama e parede na capital

Mais Lidas

DOURADOS 
Mulher é esfaqueada na região central e encaminhada ao HV em estado grave
DOURADOS 
Mulher que esfaqueou rival é autuada em flagrante por tentativa de homicídio
DOURADOS 
Mulher é presa após furtar residência no Altos do Indaiá
ITAQUIRAÍ
Acusado de matar homem com tiro na nuca diz que vítima ameaçava ex