Menu
Busca segunda, 06 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Crise boliviana não afeta pólo gasquímico, diz Delcídio

08 março 2005 - 10h04

A crise política que levou o presidente da Bolívia, Carlos Mesa, a pedir renúncia do cargo não deve prejudicar os projetos do pólo gasquímico e pólo siderúrgico na região de fronteira. A opinião é do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), que concedeu entrevista ao Bom Dia MS, da TV Morena.No entanto, o senador alertou que as autoridades brasileiras devem acompanhar a situação de perto porque este é um momento delicado que exige trabalho da diplomacia brasileira. Conforme Delcídio, os pólos que serão instalados na fronteira abrangendo Corumbá, no Brasil, e Puerto Suarez, na Bolívia, são de interesse dos dois países, pois agrega valor ao gás natural boliviano; o que o senador considera uma redenção a toda a região de fronteira e uma mudança de perfil econômico dos dois países. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
GM propõe redução de salários em São José dos Campos
ESTADO
Justiça Eleitoral dá início às sessões de julgamento por videoconferência
ESPORTES
Saiba como se exercitar em casa durante a quarentena
RESTRIÇÕES
Comércio da capital volta a funcionar na segunda-feira
BRASIL
Rio terá turnos de trabalho para não lotar transporte público
PREVENÇÃO
Direção Viva alerta sobre importância de higienizar veículos automotores como prevenção contra o Coronavírus
STF
Ministro julga inviável ação do PDT contra suspensão de prazos do Enem 2020
CULTURA
CCBB Educativo disponibiliza acervo digital de arte-educação
BRASIL
Combate à pandemia mobiliza voluntários em diversas frentes
COVID-19
Barreiras sanitárias abordaram 13,6 mil pessoas em MS

Mais Lidas

DOURADOS
Dois homens são executados por dupla de moto no Jardim Carisma
DOURADOS
Homem agride gestante e é assassinado a pauladas em favela
DOURADOS
Polícia apura que filho matou pai a pauladas após agredir a mãe grávida
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior