Menu
Busca segunda, 17 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Crime de pistolagem: Testemunhas de acusação serão ouvidas

09 setembro 2004 - 20h55

Está prevista para amanhã a audiência com as testemunhas de acusação do caso que envolve a morte do corretor de imóvel Altair Cavalhero Flores Neto, em Antônio João. A audiência está marcada para às 8h, no Fórum de Jardim. Testemunhas de acusação Serão ouvidos os policiais militares João Carlos Marques, Vilson de Souza Brandão, Francisco Martins dos Santos, Valdeci Pereira da Costa, Carlos Donizeth da Silva, Carlito Gonçalves Miranda e Jorge Prieto, todos convidados pelo Ministério Público. Seis soldados que fazem parte da acusação chegaram a ter pedido de prisão temporária decretado durante o inquérito policial, mas foram liberados por falta de provas. O crime São acusados do crime Bruno Maroni, de 23 anos, o pai dele, o comandante afastado da PM de Ponta Porã, Gibson Maroni e os soldados Celso Rodrigues Romero, Carlos Icassatti, Miguel Icassatti e Humberto Aparecido Rolon, que até agora não se apresentou a Justiça. Altair Flores foi morto com 16 tiros, em dezembro do ano passado. De acordo com o advogado da família de Bruno Maroni, Ricardo Trad, tanto pai quanto filho vão estar presentes na audiência, sendo assistidos por um dos advogados do escritório. A Agência Estadual do Sistema Penitenciário afirma que solicitou escolta especial ao Comando Geral da PM para Bruno Maroni, o único civil acusado de participação no crime. Ele está preso no Instituto Penal, em Campo Grande há mais de uma semana. Até às 18 horas de hoje, segundo a assessoria de imprensa do Comando Geral da PM, a Companhia de Guarda e Escolta e o Serviço Reservado da PM, que têm sido responsáveis pela escolta dos policiais desde o inquérito, não tinham recebido solicitação para fazer o transporte dos acusados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CHAPADÃO DO SUL
Motorista tem perna esquerda estilhaçada em explosão de compressor de ar
IstoÉ
Michelle Bolsonaro perde processo e terá de pagar indenização de R$ 15 mil
CAPITAL
Preso, rapaz diz que espancou idoso por ele 'mexer' com sobrinho de 1 ano
UEMS
Mestrado em Educação Científica e Matemática prorroga inscrições até junho
CORUMBÁ
Após assaltar papelaria, ladrão tenta fugir para mata e invade residência
SAÚDE
Diretora do Conselho de Farmácia alerta para uso irracional de medicamentos
Polícia do Paraguai apreende cocaína escondida em chifre ornamental
GOVERNO BOLSONARO
Ocupação irregular na Amazônia cresceu 56% em dois anos, diz instituto
ANTÔNIO JOÃO
Homem é preso por tentar matar adolescente de 17 anos a tiros
REGIÃO
Inscrições para processo seletivo de estágio em Angélica são prorrogadas

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
POLÍCIA
'Apaixonado', rapaz furta objetos na PED para ser preso e reencontrar marido
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
REGIÃO
Mulher mata o marido a facadas após discussão em MS