Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Crianças obesas podem apresentar problemas cardiovasculares mais cedo

11 janeiro 2010 - 13h45

De acordo com dados da Secretaria de Saúde de São Paulo, crianças e adolescentes que apresentam quadro de obesidade podem adiantar em até 20 anos problemas relacionados ao coração. A recomendação é que crianças com histórico de doenças cardíacas na família devam fazer exames de colesterol a partir dos dois anos de idade.

A Secretaria também informou que outros problemas podem surgir em decorrência do aumento da pressão arterial. A aterosclerose seria um deles, ela causa o envelhecimento natural de vasos e artérias do organismo.

O educador físico e tutor do Portal Educação, Diesi Souza Ventura, alerta que os pais acabam por se acomodar com a situação dos seus filhos, deixando em segundo plano a forma como estes se alimentam. “Tem quem acredite que obesidade é sinônimo de saúde”, diz Diesi.

“Procurar a orientação de médicos, nutricionistas e professores de educação física seria um importante passo para melhorar a saúde das crianças com excesso de peso”, ressalta o tutor.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UEMS
Inscrições para Mestrado em Educação Científica terminam 2ª-feira
DOURADOS
Homem é capturado e entregue à polícia com espingarda
MÚSICA
Cantor e compositor Evaldo Gouveia morre de Covid-19 no Ceará
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos
PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
DOURADOS
Homem é encontrado morto embaixo de ponte no córrego Laranja Doce
EDUCAÇÃO
SED cria página para transmissão das aulas em tempo real pela internet
INFLUENZA
Mato Grosso do Sul chega a quase 2 mil notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave
POLÍCIA
Abordado em carro com placas da capital, viciado entrega traficante em Dourados
CAPITAL
Primo desaparecido pode ser oitava vítima do "pedreiro assassino"

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê diz que Dourados não é epicentro do novo coronavírus e descarta lockdown