Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Cresce a greve dos bancários em todo o país, afirma CNB

16 setembro 2004 - 18h18

Os bancários de São Paulo acabam de encerrar a assembléia na qual decidiram manter a greve. Porto Alegre e Curitiba aderiram hoje à greve dos bancários, que começou na quarta-feira em Brasília, Rio de Janeiro e Florianópolis, além de São Paulo. O movimento também ganhou a adesão de cidades do interior de São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina, segundo balanço oficial da Confederação Nacional dos Bancários (CNB). No resto do país, a categoria reúne-se a partir das 19h para decidir sobre a paralisação. Por enquanto, não há precisão de nova rodada de negociações da CNB com a Federação Nacional dos Bancos (FENABAN). Segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, 20 mil dos 106 mil trabalhadores dos bancos desses municípios pararam hoje. De acordo com a CNB, o movimento grevista cresceu em direção aos bairros e envolveu os bancos privados. Ontem, a paralisação concentrou-se basicamente em bancos federais. No interior, a paralisação ganhou a adesão dos bancários de Santos, Bauru, Presidente Prudente e Tupã. Em Mogi das Cruzes, 90% dos bancários pararam hoje. Na cidade do Rio de Janeiro, a adesão é mais forte no centro, onde cerca de 90% das agências estão fechadas. Nos bairros, a greve atinge cerca de 50% das agências. No interior do estado do Rio de Janeiro, aderiam ao movimento Três Rios, Baixada Fluminense, Campos Goytacazes e Teresópolis. Em Itaperuna, Macaé e Niterói a greve é de 24 horas, com novas assembléias no final do dia. Em Brasília, a adesão se mantém em 90% nos bancos federais. No setor privado, todas as agências da Asa Norte, Setor Comercial Sul, Conjunto Nacional e Gama estão fechadas. Já em Florianópolis, a greve prossegue com 100% de adesão no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal e 60% nos bancos privados, sempre segundo a CNB. No interior de Santa Catarina, Concórdia e Chapecó entraram em greve. Em Natal, a greve foi aprovada ontem e já atinge 95% dos bancos públicos e 30% dos bancos privados. Em Porto Alegre, que aderiu hoje à greve, cerca de 50% das agências dos bancos federais estão fechadas. Curitiba também aderiu hoje ao movimento, com paralisações no Banco do Brasil e Caixa e em alguns bancos privados. Também há paralisação em Umuarama, no interior do Paraná. Em Cuiabá e no Estado de Rondônia, os bancários fazem paralisação de 24 horas, com novas assembléias no final do dia. .   

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Homem morre após bater motocicleta na traseira de caminhonete
Dourados vai receber recursos para ampliação de esgotamento sanitário
SAÚDE
Dourados vai receber recursos para ampliação de esgotamento sanitário
BATAGUASSU
Ex-marido descarrega revólver contra mulher que fica em estado grave
EDUCAÇÃO
Professores desenvolvem projeto que busca integrar Escola e Universidade
Jovem de 21 anos é autuada por incêndio em vegetação e resíduos
Jovem de 21 anos é autuada por incêndio em vegetação e resíduos
SAÚDE
Anvisa autoriza produto à base de cannabis em projeto com a Fiocruz
POLÍCIA
Suspeito de assassinar artista plástica em Campo Grande é morto pela polícia
Governo libera R$ 2,61 bilhões para as universidades federais
AQUIDAUANA
Quadrilha especializada em abigeato é presa enquanto dividia carcaça de vaca
REGIÃO
Barbosinha ressalta trabalho de Tereza Cristina ao prestigiar entrega de títulos

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
DOURADOS
Criança encontrada morta apresentou problemas estomacais uma semana antes
CACHOEIRINHA
Polícia fecha ponto de distribuição de drogas e prende abastecedor