Menu
Busca quinta, 29 de julho de 2021
(67) 99257-3397

Crédito educativo pode ser quitado em até 36 meses

28 outubro 2004 - 08h53

A Caixa Econômica Federal resolveu ampliar o prazo de parcelamento para quem deseja negociar a quitação do seu contrato do Creduc (Crédito Educativo). O parcelamento, antes limitado a 12 meses, pode ser agora de até 36 meses, com descontos variáveis conforme o prazo de amortização escolhido. O objetivo é proporcionar condições melhores para clientes titulares de contratos com valores mais elevados.Desde março deste ano, a Caixa e o MEC, com base na Lei 10.846/04, anunciaram regras de renegociação para o antigo Creduc, que beneficiam cerca de 200 mil estudantes e ex-estudantes que possuíam dívidas com o Programa em todo o País. As medidas da Caixa oferecem descontos de até 80% para os inadimplentes e de até 90% para os adimplentes, com descontos maiores para quitação à vista. Em todo o Brasil, já foram liquidados ou renegociados 46.733 contratos de Crédito Educativo, com saldo devedor de 638,77 milhões. A expectativa da Caixa é ampliar ainda mais esse universo, uma vez que o novo prazo de parcelamento pode ser vantajoso para cerca de 55% dos contratos ainda não negociados, justamente aqueles que têm dívidas maiores (acima de R$ 10.000,00).Conforme previsto na Lei 10.846/04, as regras de renegociação somente são válidas para o Programa de Crédito Educativo, já extinto, e não se aplicam ao FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior). Os incentivos oferecidos, que serão mantidos até dezembro deste ano, buscam a quitação do saldo devedor, de maneira que os descontos são aplicados sobre o total da dívida (vencida e a vencer) desses contratos.Para renegociar o contrato, o beneficiário deverá comparecer a qualquer agência da Caixa com os documentos pessoais (RG e CPF) e comprovante de residência. A Caixa não exige comprovação de renda. Quando a opção for o parcelamento, o estudante deverá assinar um Acordo de Parcelamento e em caso de inadimplemento de quaisquer cláusulas ou em decorrência de atraso superior a 90 dias no pagamento das parcelas renegociadas, o acordo será cancelado, voltando o contrato à situação original, com o saldo devedor descontado do valor já pago. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDRO JUAN
Mulher fica gravemente ferida ao ser atacada a facadas pelo ex-namorado
POLÍTICA
STF reage e diz que uma mentira contada mil vezes não vira verdade
GERAL
Novo golpe do cartão filma seus dados durante entrega de aplicativo
PRONUNCIAMENTO
Ministro pede que brasileiros tomem a segunda dose da vacina
Tranquila sob árvore, babá é atingida por veículo desgovernado
Tranquila sob árvore, babá é atingida por veículo desgovernado
VACINA
Saúde vai fazer estudo para avaliar eficácia da 3ª dose da CoronaVac
CAPITAL
Dupla furta mais de 30 vestidos e ateliê estima prejuízo de R$ 40 mil
BRASIL
Bolsonaro sanciona programa de combate à violência contra a mulher
TRÁFICO
Com foto de Pablo Escobar na parede, traficante é preso no Paraguai
DOURADOS
Ação conjunta realiza trabalho de Marco de Concreto na Usina Velha

Mais Lidas

ESTRELA PORÃ
Homem que atropelou e matou adolescente de 13 anos é preso em Dourados
DOURADOS
Acidente no Centro deixa motociclista com fratura na perna e motorista foge
DOURADOS
Preso, jovem afirma ter bebido e que fugiu por medo de linchamento
DOURADOS
Drogas e submetralhadora são apreendidos no Idelfonso Pedroso