domingo, 21 de abril de 2024
Dourados
31ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Cortada da Seleção, Roseli solta o verbo contra a CBF

12 setembro 2003 - 13h14

A jogadora de futebol feminino Roseli, de 33 anos, cortada da Seleção que vai ao Mundial da categoria, revelou nesta sexta-feira à Rádio Jovem Pan supostos favorecimentos a algumas meninas para serem levadas ao torneio e a péssima estrutura que a equipe enfrentou em Teresópolis, nos treinos preparatórios. A atleta, que já disputou dois mundiais e duas olimpíadas, declarou estar frustrada com a decisão da CBF de levar a mulher de Ronaldo, Milene Domingues, ao Mundial. “Fiquei com vontade de parar de jogar futebol quando soube. Sou uma das mais antigas e isso não foi levado em consideração”, afirmou a jogadora do clube Saad, que continuou: “Ela não joga bem, ela não merecia estar lá. A Raquel, a Baiana foram cortadas e jogam melhor que ela. Tem menina ali que não sabe nem chutar uma bola”. Roseli contou que não concorda com o trabalho feito da comissão técnica. “Tinha dia de frio ou de chuva que o treinador (Paulo Gonçalves) não queria dar treino, porque ele não queria ficar no frio ou na chuva. Até alguns meninos da Seleção masculina foram assistir aos treinos e não acreditavam em como os treinos eram básicos, para pessoas que estão aprendendo a jogar. A gente não queria fazer e eles obrigavam a fazer isso”. Porém, a jogadora, que afirma jogar futebol há 20 anos, fez questão de dizer que as suas falas não são contra Milene Domingues. “Ela não tem culpa de nada. Quem tem culpa é o Paulo Gonçalves e o Luís Miguel, dirigente da CBF”. Luís Miguel, diretor do futebol feminino e ainda irmão do senador cassado Luiz Estevão, é apontado como o principal culpado pela a situação das meninas que ficaram na Granja Comary. “Ficamos em um hotel próximo de lá, mas a comida era tão ruim, que eu e mais umas outras pedíamos comida chinesa para comer. As meninas que comeram a refeição do hotel passavam mal”, declarou. Roseli disse que ganha uma ajuda de custo pela Seleção no valor de R$ 30,00 por dia e fala, que por causa da sua revolta, está sofrendo represálias. “Eu trouxe duas camisas da Seleção e eles disseram que vão me processar”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DAC divulga escalação para a final do estadual, logo mais em Campo Grande
CAMPEONATO ESTADUAL

DAC divulga escalação para a final do estadual, logo mais em Campo Grande

Aliados de Bolsonaro fazem ato político no Rio de Janeiro
BRASIL

Aliados de Bolsonaro fazem ato político no Rio de Janeiro

Dourados deve ter semana sem chuvas e com temperaturas mais elevadas; confira a previsão
CLIMA

Dourados deve ter semana sem chuvas e com temperaturas mais elevadas; confira a previsão

Conheça o barrosã, o boi mais bonito do mundo
PECUÁRIA

Conheça o barrosã, o boi mais bonito do mundo

Mobilização indígena em Brasília vai pressionar contra marco temporal
DIREITOS HUMANOS

Mobilização indígena em Brasília vai pressionar contra marco temporal

REGIÃO

Idosa é presa ao tentar levar cocaína nos chinelos para filho em presídio

ESTIMATIVA

Brasil deve exportar 96 milhões de toneladas de soja em 2024

SAÚDE

Apenas 22% do público-alvo se vacinou contra a gripe

CONSUMIDOR

Senacon notifica sites de e-commerce por venda de dióxido de cloro

CULTURA

Mulheres sambistas lançam livro-disco infantil com protagonista negra

Mais Lidas

DOURADOS 

Jovem é estuprada após ser abordada por desconhecido em Saveiro branco

COTAÇÃO

Soja segue em destaque no mercado do agro em Dourados, confira cotação

DOURADOS

Justiça manda arquivar processo de improbidade contra envolvidos na Operação Pregão

DOURADOS 

Mulher de 46 anos morre atropelada por motocicleta na MS-156