domingo, 16 de junho de 2024
Dourados
26ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Corinthians fecha contrato com a MSI até 2014

30 outubro 2004 - 11h54

A Media Sports Investments (MSI) é a nova parceira do Corinthians. O acordo de dez anos, que injetará imediatamente US$ 35 milhões no clube, foi fechado na noite de ontem, em escritório de advocacia na zona sul de São Paulo.Após mais de dois meses de tratativa, o corintiano Alberto Dualib e o iraniano Kia Joorabchian apertaram as mãos após a leitura dos itens do contrato, diante de membros do CORI (Conselho de Orientação do clube), de advogados das partes e do empresário Renato Duprat, da MSI.Oposição ao negócio, Antonio Roque Citadini, braço direito de Dualib até o início das conversações com a MSI, não participou do encontro --a parceria deve enfraquecer o vice de futebol.O documento será assinado pelo presidente na quinta ou sexta-feira, depois de receber aval dos conselheiros. O próximo passo é a formação da Corinthians-MSI, que gerenciará o futebol até 2014. Cada uma das partes terá dois representantes na nova diretoria. A MSI terá 51% das cotas, e o Corinthians, 49%. Isso significa que, se houver empate entre os quatro diretores, a palavra final é da MSI.Pelo novo contrato, a MSI se compromete a manter uma "equipe de primeira linha" durante a co-gestão --não há menção específica a atletas de seleção. De imediato, a nova parceira se comprometeu a investir US$ 15 milhões para reforçar o time."Finalmente chegamos a um ponto comum. Agora vamos fazer nosso trabalho real, que é transformar o Corinthians no time a ser batido no Brasil", disse Joorabchian.O iraniano disse já ter contatado atletas de "primeira linha", mas preferiu não revelar nomes.A cada ano, as duas partes dividirão o lucro do futebol corintiano exatamente na porcentagem de cada uma das partes na Corinthians-MSI --51% para a empresa offshore com sede nas Ilhas Virgens Britânicas, e 49% para o clube. Em caso de prejuízo ao fim do exercício, a MSI se compromete a arcar com 100% do déficit.Os US$ 20 milhões iniciais, garantidos por meio de carta de crédito, serão para pagar dívidas. Todas as receitas do Corinthians vão para a Corinthians-MSI. As negociações se arrastaram por dois motivos: construção de estádio e multa em caso de rescisão.Pelo contrato, a MSI terá prioridade para construir uma arena em São Paulo, mas não será obrigada a erguer o estádio. Alberto Dualib era favorável à construção, mas esbarrava no ex-presidente Wadih Helu. O cacique corintiano preferia que o dinheiro fosse gasto exclusivamente no futebol.Corinthians e MSI chegaram a um denominador comum também em relação à multa contratual. Em caso de desistência, a parte que pedir o divórcio terá que desembolsar US$ 25 milhões.O foro para dissipar dúvidas e litígios no contrato será São Paulo. O pedido foi feito pelo Corinthians, que lutou por seus direitos contra o HMTF em Nova York.A MSI formará sede em São Paulo e deve começar a operar oficialmente a partir da segunda quinzena de novembro. A Folha procurou Dualib ontem, no início da noite, mas não o localizou.A MSI espantou ao menos duas empresas especializadas em auditorias e um escritório de advocacia em São Paulo por ser considerada suspeita. Opositores temem envolvimento do russo Boris Berezovski, acusado de crimes como assassinato, lavagem de dinheiro e ligação com a máfia tchetchena, na parceira, o que a MSI nega.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BIOMA EM RISCO

Governo firma pacto para preservar Pantanal; conheça o documento

EDITAL

Edital de Convocação - Avigrand

POLÍCIA

Jovem é agredido com golpes de facão em tentativa de homicídio 

Alems, TJ e Governo se unem em apoio ao Ponto Final para Feminicídio
POLÍTICA

Alems, TJ e Governo se unem em apoio ao Ponto Final para Feminicídio

FUTEBOL

Cruzeiro anuncia acordo com Dudu, atacante do Palmeiras

Pneu de carreta estoura e homem morre na varanda de casa

EDUCAÇÃO

UEMS é uma das organizadoras do Seminário da Rede UniSustentável

LOTERIAS

Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 53 milhões

FUTEBOL

Estadual Sub-20 abre rodada com vitórias de Aquidauanense e Dourados

POLÍTICA

Presidente do Solidariedade, Eurípedes Jr. se entrega após 4 dias foragido

Mais Lidas

NEGÓCIOS E CIA

Veja quem recebe o PIS/Pasep na próxima semana

LUTO

Policial civil sofre infarto no trabalho e morre em hospital de Dourados

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

Missão Caiuá é "desclassificada" pela Sesai e deixará de atender saúde indígena em Dourados

MS-164

Mais de R$ 100 mil em defensivos agrícolas contrabandeados são apreendidos na fronteira