Menu
Busca quarta, 04 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Coréia do Norte critica EUA por desenvolverem novas armas

25 julho 2007 - 09h43

A Coréia do Norte criticou hoje os Estados Unidos por terem desenvolvido um novo tipo de ogivas nucleares ao mesmo tempo em que lideram a pressão para a desnuclearização de outros países, informou a agência de notícias chinesa "Xinhua".
A reação ocorreu depois que o Instituto Nuclear Estatal de Los Alamos (no Novo México, Estados Unidos) iniciou a produção em grande escala de um novo tipo de ogivas nucleares, em meio à desnuclearização da Coréia do Norte, acertada por seis países, entre eles os próprios EUA.
"O que os Estados Unidos estão fazendo agora não é nada menos que uma grave demonstração de sua política de dois pesos e duas medidas em matéria de atividades nucleares e da altura da sua arrogância", disse na edição de hoje o jornal porta-voz do regime norte-coreano, "Rodong Sinmun".
"Esta é a dura realidade: os EUA estão pedindo a gritos o desmantelamento nuclear da Coréia do Norte, e ao mesmo tempo ocultam o perigo representado por seu programa nuclear criminoso", afirmou o jornal, citado pela "Xinhua".
A Coréia do Norte exige, segundo o artigo, que os EUA interrompam "imediatamente" o desenvolvimento de novas ogivas nucleares.
Segundo o acordo fechado em 13 de fevereiro nas negociações de seis lados entre as duas Coréias, EUA, Japão, Rússia e China, o regime deve declarar todas as atividades do programa nuclear e inutilizar equipamentos em troca de 1 milhão de toneladas de petróleo.
A primeira fase do acordo, que previa o fechamento do maior reator norte-coreano (Yongbyon) em troca de 50 mil toneladas de petróleo iniciais, aconteceu com sucesso no último dia 14, informou a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).
Na semana passada, os delegados dos seis países se reuniram de novo em Pequim para detalhar como será feita a segunda fase. Por isso, a acusação de hoje contra Washington pode representar um novo obstáculo para o avanço das negociações.
Pyongyang realizou o primeiro teste nuclear em 9 de outubro do ano passado. As negociações de seis lados foram iniciadas em agosto de 2003 e a maior conquista até agora foi o fechamento de Yongbyon.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRIME AMBIENTAL
Usina sucroenergética é multada em R$ 2,550 mi por incêndio em matas
BRASIL
Deputados aprovam texto-base de projeto sobre regularização fundiária
Avião apreendido com cocaína é de piloto do MS preso por tráfico
EDUCAÇÃO
UFGD oferece vagas em disciplinas isoladas em mestrado e doutorado
Mulher é multada em R$ 5 mil por construção de um rancho pesqueiro
MEIO AMBIENTE
Mulher é multada em R$ 5 mil por construção de um rancho pesqueiro
FUTEBOL
Vanderlei Luxemburgo é o novo técnico do Cruzeiro
NOVA ANDRADINA
Polícia apreende 310 quilos de maconha e 16,5 quilos de skunk na BR-376
REGIÃO
Agosto Lilás, lança campanha de enfrentamento à violência doméstica
Arara-canindé morre eletrocutada após bater em fiação de energia
COMISSÃO
Deputados convocam Braga Netto a explicar suposta ameaça às eleições

Mais Lidas

DOURADOS
Assessora vai à polícia e diz que foi ameaçada de morte por vereadora
DOURADOS
Após ideia da filha, empresária cria 'varal comunitário' para ajudar quem tem frio
MORTE A ESCLARECER 
Encontrado inconsciente em praça, idoso morre no HV após passar uma semana internado
DOURADOS 
Usuário de drogas procura delegacia após ser assaltado em boca de fumo