Menu
Busca quarta, 03 de março de 2021
(67) 99257-3397

Copom divulga na tarde de hoje a nova taxa Selic

22 outubro 2003 - 09h53

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) anuncia nesta quarta-feira, após o fechamento dos mercados, a nova taxa básica de juros (Selic) que vai vigorar na economia pelos próximos 30 dias. A expectativa é que o Copom volte a baixar os juros pela quinta vez consecutiva, entre 1 e 1,5 ponto percentual. Se isto acontecer, a taxa chegará ao menor nível desde setembro do ano passado, quando a taxa estava em 18%. Atualmente, a Selic está em 20% ao ano. Ontem, na primeira fase da reunião, o presidente e diretores do Banco Central, que compõem o colegiado do Copom, assistiram a exposições técnicas dos chefes de departamento e do gerente-executivo de Relacionamento com Investidores (Gerin), que apresentaram análises da conjuntura interna; em especial quanto ao controle inflacionário, finanças públicas, balanço de pagamentos, reservas, mercado de câmbio, agregados monetários e outros.A reunião de ontem foi uma avaliação prospectiva das tendências da inflação e análise das expectativas sobre variáveis macroeconômicas. Hoje, na segunda fase da reunião, que costuma começar entre 11h30 e meio-dia, participam apenas a diretoria do BC, com direito a voto, e o chefe do Departamento de Estudos e Pesquisas (Depep), sem voto. Na primeira vez em que o governo Lula decidiu baixar os juros, no mês de junho, o BC optou pelo corte de 0,5 ponto percentual. No mês seguinte, cortou 1,5. Em agosto, a Selic caiu 2,5 pontos percentuais, uma redução acima do esperado pelo mercado, na época. Em setembro, o corte de 2 pontos percentuais veio de encontro com a expectativa dos analistas, que apostavam em uma redução entre dois e três pontos. O corte de juros iniciado em junho foi provocado pela inflação que, no entender do BC, está convergindo para as metas. Apesar de o mercado futuro apontar para corte de Selic de 1,5 ponto percentual, pesquisa Reuters revela a divisão das apostas. De 20 analistas consultados, 13 esperam queda de 1 ponto e sete apostam em corte de 1,50 ponto, para 18,5%. Com redução de 1 ou 1,5 ponto, a Selic descerá ao menor nível desde setembro do ano passado, quando estava em 18%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MARACAJU
Mulher é presa por desacato ao tentar defender filho suspeito de agressões
BRASIL
Senado aprova MP para compra de vacinas por estados sem licitação
NOVA ANDRADINA
Filho busca doador de medula óssea para mãe que sofre de leucemia
ITINERANTE
Carreta da Justiça finaliza atendimentos em Corguinho e segue para Rochedo
Adolescente é apreendido com R$ 3 mil e 44 porções de pasta-base
IMUNIZAÇÃO
Assomasul discute com a SES compra de vacinas e eventuais medidas restritivas
MATO GROSSO
Homem é preso por abandonar esposa paraplégica sem comida
DOCENTE
Concurso da UFGD convoca para prova didática e heteroidentificação
TRÂNSITO
Médico é preso depois de bater veículo em ônibus no centro da Capital
FUTEBOL
Corinthians tem 19 casos positivos de Covid-19; oito são jogadores

Mais Lidas

PRÓXIMO AO TRANSBORDO
Nova 'cracolândia': comerciantes relatam medo e ameaças no centro de Dourados
DOURADOS 
Preso após agredir esposa, homem é investigado por engravidar a própria filha adolescente
TRAGÉDIA
Douradense que morreu em acidente no interior de SP tinha 58 anos
TRÂNSITO
Colisão entre motos deixa entregador de gás ferido em Dourados