Menu
Busca domingo, 20 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Conta de luz com subsídio terá nova regra a partir de fevereiro

29 dezembro 2003 - 14h26

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) publica hoje a resolução que estabelece novas regras para os consumidores residenciais com média de consumo mensal entre 80 e 220 kWh cadastrados como de baixa renda.Pelas novas regras, para ter direito à tarifa de baixa renda, os consumidores terão que comprovar que estão inscritos ou que estão aptos a se inscrever no Bolsa Família, programa do governo federal que exige que a média da renda familiar per capita não ultrapasse R$ 100 por mês.Para se inscrever, basta que o titular da conta de luz envie à distribuidora uma declaração assinada por meio da qual afirmará que a renda média de sua família lhe possibilita receber o benefício da baixa renda.O modelo dessa declaração será enviado pelas distribuidoras de energia a partir de 15 de janeiro de 2004, juntamente com as contas de luz, a todas as unidades consumidoras residenciais com média de consumo mensal entre 80 e 220 kWh.A data-limite para envio da declaração será 29 de fevereiro de 2004. Após o envio da declaração, o consumidor terá até 31 de julho de 2004 para comprovar junto à distribuidora sua inscrição no programa. Quem não se cadastrar no prazo perderá o direito ao benefício.O consumidor que já comprovou que está inscrito no Cadastro Único para programas sociais do governo federal ou que é beneficiário do Bolsa Escola, Bolsa Alimentação ou Auxílio-Gás não precisará fornecer novamente a informação à distribuidora para continuar recebendo o subsídio porque o Bolsa Família incorporou o cadastro desses programas.Já as residências com consumo mensal entre 0 e 80 kWh não precisam se cadastrar porque, por lei, têm, automaticamente, direito aos descontos tarifários da categoria baixa renda.Segundo a Aneel, atualmente, cerca de 17 milhões de unidades residenciais são beneficiadas pelo subsídio, que pode representar desconto de até 65% sobre a tarifa convencional. Do total das casas que possuem o benefício, aproximadamente 12 milhões situam-se na faixa de consumo entre 0 e 80 kWh/mês.As residências com média de consumo mensal entre 80 e 220 kWh, atualmente enquadradas na categoria baixa renda com base nos antigos critérios de classificação, permanecerão temporariamente recebendo o subsídio tarifário até 29 de fevereiro de 2004.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Caixa deve indenizar cliente por inscrição indevida em cadastro de proteção ao crédito
BRASIL
Caixa deve indenizar cliente por inscrição indevida em cadastro de proteção ao crédito
PMA prende dois por pesca irregular e apreende redes e 10 kg de peixes
ESTADO
PMA prende dois por pesca irregular e apreende redes e 10 kg de peixes
População acima de 18 anos de Paquetá recebe hoje vacina AstraZeneca
RIO
População acima de 18 anos de Paquetá recebe hoje vacina AstraZeneca
Carreta da Justiça retoma atendimentos nesta segunda-feira
MS
Carreta da Justiça retoma atendimentos nesta segunda-feira
Parque das Nascentes do Rio Taquari conta com Centro de Visitantes para receber turistas
MS
Parque das Nascentes do Rio Taquari conta com Centro de Visitantes para receber turistas
LOTERIAS
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena 
LEILÃO
Detran abre último dia de visitação de veículos para sucata aproveitável
LAGUNA CARAPÃ
Veículo de mulher morta em Dourados é encontrado
RIO BRILHANTE
Moto entregador é atropelado por carro que fazia "racha" e morre
ATUALIZAÇÃO
Ministério abre consulta sobre regras para classificação indicativa

Mais Lidas

VIVAL DOS IPÊS
Com suspeita de latrocínio, mulher é encontrada morta em Dourados
ASSASSINATO
Investigações apontam que mulher foi atraída para o local do crime por proposta de trabalho
COVID-19
Após passar aniversário em UTI Covid, douradense recebe alta em Rondônia
DOURADOS
Autor de dois assaltos acaba preso tentando fugir da cidade pela BR-163