Menu
Busca segunda, 03 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

Conta de luz com subsídio terá nova regra a partir de fevereiro

29 dezembro 2003 - 14h26

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) publica hoje a resolução que estabelece novas regras para os consumidores residenciais com média de consumo mensal entre 80 e 220 kWh cadastrados como de baixa renda.Pelas novas regras, para ter direito à tarifa de baixa renda, os consumidores terão que comprovar que estão inscritos ou que estão aptos a se inscrever no Bolsa Família, programa do governo federal que exige que a média da renda familiar per capita não ultrapasse R$ 100 por mês.Para se inscrever, basta que o titular da conta de luz envie à distribuidora uma declaração assinada por meio da qual afirmará que a renda média de sua família lhe possibilita receber o benefício da baixa renda.O modelo dessa declaração será enviado pelas distribuidoras de energia a partir de 15 de janeiro de 2004, juntamente com as contas de luz, a todas as unidades consumidoras residenciais com média de consumo mensal entre 80 e 220 kWh.A data-limite para envio da declaração será 29 de fevereiro de 2004. Após o envio da declaração, o consumidor terá até 31 de julho de 2004 para comprovar junto à distribuidora sua inscrição no programa. Quem não se cadastrar no prazo perderá o direito ao benefício.O consumidor que já comprovou que está inscrito no Cadastro Único para programas sociais do governo federal ou que é beneficiário do Bolsa Escola, Bolsa Alimentação ou Auxílio-Gás não precisará fornecer novamente a informação à distribuidora para continuar recebendo o subsídio porque o Bolsa Família incorporou o cadastro desses programas.Já as residências com consumo mensal entre 0 e 80 kWh não precisam se cadastrar porque, por lei, têm, automaticamente, direito aos descontos tarifários da categoria baixa renda.Segundo a Aneel, atualmente, cerca de 17 milhões de unidades residenciais são beneficiadas pelo subsídio, que pode representar desconto de até 65% sobre a tarifa convencional. Do total das casas que possuem o benefício, aproximadamente 12 milhões situam-se na faixa de consumo entre 0 e 80 kWh/mês.As residências com média de consumo mensal entre 80 e 220 kWh, atualmente enquadradas na categoria baixa renda com base nos antigos critérios de classificação, permanecerão temporariamente recebendo o subsídio tarifário até 29 de fevereiro de 2004.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Começam nesta segunda-feira as aulas de forma remota na UFGD
AVANÇO DA COVID-19
Brasil se aproxima de 95 mil mortes por Covid, com média de 995 por dia
CAMPO GRANDE
Guarda patrimonial é preso por dirigir embriagado dentro do Detran
MEIO AMBIENTE
Paulista é autuada em R$ 116 mil por desmatamento para pastagem
PANDEMIA
Idosa morre em Aquidauana por Covid-19 e óbitos chegam a 15
COMÉRCIO EXTERIOR
Balança comercial tem superávit recorde de US$ 8,06 bilhões em julho
CAPITAL
Polícia apreende quase 4 toneladas de maconha que seguiria para o RJ
PANDEMIA
Taxa de letalidade da Covid-19 sobe para 1,6% em Mato Grosso do Sul
ECONOMIA
Dólar fecha em forte alta e volta a superar R$ 5,30
AÇÃO CONJUNTA
Operação intensifica combate aos incêndios na região do Pantanal

Mais Lidas

ACIDENTE
Motociclista perde controle da moto e invade estabelecimento na Marcelino Pires
ACIDENTE
Jovem é atropelado em Dourados e motorista foge do local sem prestar socorro
TRÁFICO DE DROGAS
Força Aérea persegue pilotos que sobrevoavam MS com mais de 1 t de cocaína
DOURADOS
Quatro pessoas são presas acusadas de fazerem parte de facção criminosa