Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Construir em MS fica 6,60% mais caro, aponta IBGE

13 janeiro 2010 - 12h40

Quem teve que pagar por alguma obra na construção civil em 2009 teve que desembolsar R$ 42,70 a mais pelo metro quadrado, segundo o Índice da Construção Civil (ICC), divulgado nesta quarta-feira, (13), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em Mato Grosso do Sul, o preço médio pago pelo m² foi de R$ 689,63, menor que a média nacional, que ficou em R$ 716,34.
O aumento registrado aqui significou 6,60% de acréscimo em relação a 2008. Em todo o Brasil, a média ficou em 5,85%.Para se ter uma ideia do aumento, uma casa com 100 m² deve ter custado em torno de R$ 68,9 mil em 2009.O levantamento leva em consideração as capitais. Em Campo Grande, o menor valor pago foi o de R$ 412,66 e o mais caro
Houve divulgação sobre os detalhes dos gastos somente quanto à média nacional. Dos R$ 716,3, R$ 412,64 são referentes aos materiais e R$ 303,70 à mão-de-obra.Os materiais de construção tiveram elevação de preço de 4,29% com relação a 2008. Continua em alta histórica, de 2007 para 2008, já havia sido registrada alta, de 13,78%.A mão-de-obra aumentou o preço em 8,03%. De 2007 para 2008 foi de 8,09%
Os valores referem-se a casas de alvenaria (em tijolo maciço ou furado, com instalação hidráulica (em ferro galvanizado ou PVC, revestimentos (em azulejo branco ou colorido), com pintura (com tinta PVA ou acrílica) e pisos de sala.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Empresária paulista perde R$ 50 mil ao negociar compra de sucata
ECONOMIA
Governo Federal libera mais R$ 28,7 bilhões para auxílio emergencial
TRÁFICO
PRF apreende 254 quilos de maconha e prende batedores na fronteira
SUPREMO
Celso de Mello envia à PGR requerimento contra Carla Zambelli
PONTA PORÃ
Motorista não explica procedência de R$ 68 mil e acaba na Polícia Federal
ARTISTA
Pagamento da 1ª parcela do edital “MS Cultura Presente” está disponível
POLÍTICA
Governo vai disponibilizar lista de quem recebeu auxílio emergencial
JUSTIÇA
Após 26 dias presa, mulher que matou marido a facadas ganha liberdade
BANDEIRA TARIFÁRIA
Conta de luz não terá cobrança extra até o fim do ano, informa Aneel
BR-262
Veículo furtado na Bahia é recuperado durante barreira sanitária

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher