Menu
Busca quinta, 21 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397

Conselho da UFMS vai discutir a criação da UFGD

20 setembro 2003 - 09h31

Os membros do Conselho Universitário da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) vão se reunir na próxima segunda-feira, dia 22 de setembro, às 9 horas, no Teatro de Bolso, em Campo Grande, para discutir e aprovar a criação da Universidade Federal da Grande Dourados. A convocação do COUN, em caráter extraordinário, está sendo feita pelo reitor Manoel Peró a pedido do Senador Delcídio do Amaral (PT/MS), que desenvolve esforços junto ao Ministério da Educação para atender a uma antiga reivindicação da comunidade douradense e dos municípios da região sul do estado.-Os resultados da reunião da próxima segunda-feira na UFMS são importantes para que possamos concluir a elaboração do projeto-de-lei a ser enviado ao Congresso Nacional ainda este ano propondo a criação da Universidade Federal da Grande Dourados. É preciso definir como vai ficar o quadro funcional, a distribuição dos cursos, a questão do patrimônio , entre outros assuntos, para que possamos prever  e incluir no Orçamento Geral da União os recursos necessários à instalação e ao funcionamento da UFGD - afirmou o senador.  Recentemente, Delcídio e Peró foram recebidos  em Brasília pelo ministro Christovam Buarque, que garantiu apoio à proposta e sugeriu uma nova resolução da UFMS nesse sentido.De acordo com o reitor, já existe uma resolução  do Conselho Universitário, de 1988, que, entretanto, precisa ser reformulada, em função das várias mudanças introduzidas no estatuto da instituição ao longo do últimos anos . O campus da UFMS em Dourados conta com 176 professores. Desse total, 97 pertencem ao quadro efetivo, 64 são contratados e outros 15 voluntários. A instituição oferece um total de 25 cursos de graduação, freqüentados atualmente por 2.685 alunos. O reitor Manoel Peró e o senador Delcídio do Amaral defendem a criação da UFGD como forma de estimular o desenvolvimento da região sul do estado. - A Grande Dourados é um dos maiores pólos de produção agropecuária do estado. Além disso, a Petrobras desenvolve estudos  para passar por ali mais um ramal do gasoduto Bolívia-Brasil, que certamente vai dar um novo fôlego ao processo de industrialização da região.Com base nessas riquezas, a nova universidade certamente  servirá como um grande centro produtor de  pesquisas que vão beneficiar a indústria e  o agronegócio  , isso sem falar na geração de empregos, com a ampliação do número de vagas que atrairão  jovens do Cone Sul, da fronteira com o Paraguai, do interior de São Paulo e do Paraná, e consolidarão Dourados como um grande centro universitário - previu Peró.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Treinadora faz balanço do período de preparação da Seleção Brasileira Feminina
ESPORTE
Treinadora faz balanço do período de preparação da Seleção Brasileira Feminina
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto estabelece diretrizes para o plano nacional de vacinação contra a Covid-19
BRASÍLIA
Câmara instala nessa quinta comissão que vai revisar leis de combate ao racismo
RELAÇÕES INTERNACIONAIS
Bolsonaro cumprimenta Biden e divulga carta enviada ao novo presidente
ECONOMIA
Entidades consideram acertada manutenção da Selic em 2% ao ano
EDUCAÇÃO
AGU mantém na Justiça segundo dia de provas do Enem
CRIME AMBIENTAL
Homem leva multa de R$ 10 mil por construção de rancho em área protegida
GOVERNO DO ESTADO
Mesmo com vacina, população deve seguir em alerta sobre a Covid-19
EDUCAÇÃO
Ministro dá posse a novos reitores de três universidades federais
NA CAPITAL
Prefeitura de Campo Grande corrige e toque de recolher volta às 22h

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
VILA ÍNDIO
Enfermeiro de 50 anos é primeiro vacinado contra Covid-19 em Dourados
DOURADOS
Dupla é presa após assaltar entregador em frente conveniência no Jardim Flórida