Menu
Busca quarta, 14 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Confusão marca retorno de José Dirceu à Câmara

22 junho 2005 - 16h10

Em sua primeira participação na Câmara depois de deixar o governo, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu precisou interromper o seu discurso e conceder apartes à oposição depois que o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) tentou levar ao plenário um saco de lixo com o símbolo do PT e a palavra "mensalão" grafada.O PT preparava uma grande festa de recepção a José Dirceu, que reassumiu nesta quarta-feira seu mandato de deputado depois de 30 meses. Ao iniciar seu discurso com ênfase à agenda positiva do governo, Dirceu foi interrompido por Bolsonaro que gritava "assaltante", "seqüestrador" e "terrorista". O clima começou a ficar pesado na Câmara e, em alguns pequenos grupos, deputados trocaram ofensas. Houve empurra-empurra e um militante petista foi detido.Ante do ex-ministro realizar seu discurso, Dirceu foi recebido na porta da Câmara por um grupo de deputados petistas, entre eles, Arlindo Chinaglia (SP), Professor Luizinho (SP) e Paulo Rocha (PA), e de cerca de 200 militantes.Sob gritos dos militantes, Dirceu demorou quase 40 minutos para percorrer os pouco mais de 100 metros que separam a porta de entrada da Câmara e a sala da liderança do PT. No caminho, agradeceu aos militantes, abraçou o suplente Ricardo Zarattini Filho (PT-SP), as demais lideranças petistas e se mostrou contente com a manifestação organizada hoje. "Faz bem para o coração da gente, faz bem para a alma", disse. "Estou feliz de voltar à Câmara."Já no plenário, Dirceu afirmou que não precisa responder às denúncias do presidente do PTB, Roberto Jefferson (RJ), de que o ex-ministro seria o chefe "do maior esquema de corrupção" que diz ter visto. "Eu já disse: a ele [Jefferson] já respondi no STF (Supremo Tribunal Federal", afirmou Dirceu em referência à queixa-crime que apresentou ao tribunal. "Não sou réu em nenhum processo no Brasil. Tenho 40 anos de vida política, 30 meses de ministro, minhas contas foram aprovadas pelo TCU (Tribunal de Conta da União) em 2003 e 2004", afirmou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDRO JUAN
Atingido a tiros por pistoleiros, homem dirige caminhonete até hospital
Saúde de MS recebe 45.416 medicamentos do kit intubação
COVID-19
Saúde de MS recebe 45.416 medicamentos do kit intubação
Veículos carregados com contrabando são apreendidos
OPERAÇÃO HÓRUS
Veículos carregados com contrabando são apreendidos
Com estoque em situação crítica de 'kit intubação', Dourados segue com UTIs lotadas
CORONAVÍRUS
Com estoque em situação crítica de 'kit intubação', Dourados segue com UTIs lotadas
Governo de MS renova corredores de ônibus em Dourados
INFRAESTRUTURA
Governo de MS renova corredores de ônibus em Dourados
Motorista atropela e mata atual marido da ex e deixa bebê em estado grave
UEMS
Divulgado resultado preliminar para seleção de tutores e professores 
BRASIL
Anvisa diz que prazo para liberar vacinas tem a ver com documentação
COSTA RICA
Moto furtada é encontrada abandonada
DOURADOS
Homem tenta furtar fios de residência, é detido por populares e preso

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Soldado da Polícia Militar é encontrado morto no interior de residência
IZIDRO PEDROSO
Estado doará terrenos e busca parceria para construir casas populares em Dourados
DOURADOS
Homem encontrado morto pode ter envolvimento em esquema de agiotagem internacional
CASA PRÓPRIA
Prefeitura abre recadastramento habitacional em Dourados