Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Confirmadas 40 mil casas para MS em 2009

23 dezembro 2009 - 14h15

O secretário de Habitação e das Cidades, Carlos Marun, disse hoje (23) que conseguiu estabelecer parcerias com o governo Federal para a liberação de recursos que garantem a Mato Grosso do Sul completar a marca de 40 mil casas ainda em 2009.

Marun trouxe boas notícias de Brasília, onde esteve desde segunda-feira, confirmando a vinda de recursos para cerca de 1.400 unidades habitacionais para municípios com menos de 50 mil habitantes, através do Programa Minha Casa Minha Vida. O investimento é de R$ 18,6 milhões, que somados à contrapartida do governo do Estado e com a cedência de terrenos feita pelas prefeituras, irão beneficiar mais famílias com renda mensal de até três salários mínimos.

O secretário disse ainda que negociou a vinda de casas através do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social (PSH) e também de construção de outras unidades através de parcerias com entidades civis. “A parceria entre os entes federativos - União, Estado, Município -, segmentos da sociedade civil, movimentos rurais, quilombolas e indígenas, além, é claro, do apoio dos parlamentares, é responsável pelo fechamento de 2009 com 40 mil casas garantidas a Mato Grosso do Sul”, pontua Marun.



O secretário lembra ainda que o trabalho de entrega e contratação de novas unidades é constante. Tanto que hoje de manhã o governo do Estado assina com a prefeitura de Selvíria a Ordem de Serviço para a construção de mais 20 unidades habitacionais. À tarde, Marun acompanha o governador André Puccinelli na entrega de 60 unidades habitacionais em Aparecida do Taboado. Às 14h30 serão entregues as chaves do Residencial Cidade Nova, onde famílias de menor renda realizarão o sonho da casa própria às vésperas do Natal.

“Esse é o compromisso do governador André, garantir moradia digna, qualidade de vida e ainda a geração de emprego e renda. Devemos tudo isso aos nossos parceiros que entenderam o nosso propósito de equalizar o déficit habitacional e nos auxiliam nessa empreitada”, disse o secretário.

Marun anunciou ainda que terá reunião com o prefeito Nelsinho Trad para dar andamento às tratativas de construir 300 casas que deverão ser destinadas às famílias que estão morando em barracos, um principio de favela, nas proximidades do bairro Dom Antônio Barbosa. “O recurso virá da União através do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social – FNHIS - e o governo do Estado será parceiro para solucionar esse problema. Esse é o propósito do governador André Puccinelli: manter Campo Grande como a capital sem favelas. E essa situação é de vigilância constante, pois sempre haverá novos casos de favelas” disse o secretário. “Cabe ao trabalho conjunto e constante entre a União, o Estado e o Município, o investimento no setor habitacional”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORREIOS
Cadela encontra droga avaliada em R$ 200 mil em encomendas despachadas
ECONOMIA
Senado Federal aprova MP do aumento salário mínimo para R$ 1.045
CORUMBÁ
Cinco funcionários são presas acusadas de venda e receptação de tijolos
PROTOCOLOS
Comitê de ações da UEMS publica Plano de Biossegurança Institucional
POLÍTICA
Planalto teme que quebra de sigilo repercuta na cassação de Bolsonaro
CAPITAL
Homem acusado de esfaquear a mãe e um amigo da ex-mulher é preso
REMÉDIO CONTRA MALÁRIA
França proíbe uso da hidroxicloroquina para tratamento da Covid-19
PONTA PORÃ
Ambiental autua homem em R$ 15 mil por maus-tratos a animais
DATAFOLHA
Para 61% dos que viram reunião, Bolsonaro quis interferir na PF
POLÍCIA
Idosa é agredida após ter a casa invadida por morador de rua

Mais Lidas

DOURADOS
Paciente com suspeita de coronavírus afasta mais de 20 profissionais da saúde no HV e UPA
PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher