Menu
Busca segunda, 26 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
TREZE DIAS LONGE DO SOL

Confira 13 motivos para assistir à nova minissérie da Globo

09 janeiro 2018 - 08h03Por Gshow

O desabamento de um centro médico em São Paulo mobiliza toda a cidade, que se desdobra para resgatar os sobreviventes e apurar o que deu errado. Debaixo da terra, as vítimas lutam para não serem esmagadas e procuram uma saída dos escombros. Na superfície, os empresários responsáveis pela construção tentam se livrar da culpa. Confira 13 razões para você não perder a minissérie Treze Dias Longe do Sol que estreou nesta segunda-feira, dia 08 de janeiro, na TV Globo.

1. Carol Dieckmann e Selton Mello revivendo a parceria de 'Tropicaliente'

Logo no primeiro capítulo, percebemos que Saulo (Selton Mello) e Marion (Carolina Dieckmann) tiveram um relacionamento no passado e que ele não terminou de forma amigável. A médica chega para conferir o andamento da obra, que está nas mãos do engenheiro. Essa não é a primeira vez que Selton e Carolina atuam juntos. Os dois também formaram um casal na novela Tropicaliente, de 1994. A atriz comentou o reencontro pro Gshow: ''É uma forma de rever a minha própria história".

2. O melhor e o pior do ser humano na luta pela sobrevivência

Os personagens estão todos vivendo no limite, e essa situação é provocada por uma grande tragédia – o desmoronamento de um prédio em construção. Enquanto os soterrados aprendem a se unir em busca da sobrevivência, mesmo em meio a todas as adversidades encontradas, os que estão livres do lado de fora, e que precisam assumir a responsabilidade pela tragédia, divergem entre si.

3. Lima Duarte dando um show de atuação

Aos 87 anos, o ator interpreta Dr. Rupp, dono do hospital que está em construção e pai de Marion.

4. Deborah Bloch sendo a fria, calculista e apaixonada Gilda

Gilda mostra ser uma mulher de pulso forte, capaz de enfrentar os problemas de frente e também de fazer tudo para tirá-los do seu caminho. Mas quanto tempo ela poderá aguentar? Como será quando chegar ao seu limite? Ela e Saulo querem comprar a construtora Baretti, mas, com o desabamento, esse plano ganha novos contornos

5. Escombros com material reciclado

Cinquenta e cinco caminhões com 25 toneladas de material reciclado cada. Quarenta e cinco dias de montagem para cenografia.

6. A cena de desabamento do edifício

A queda do centro médico é uma cena impactante e que impressiona pelos efeitos visuais em um prédio que é todo 3D. Como a intenção era criar um prédio para depois derrubá-lo, foram tomados os cuidados para que o modelo tivesse os detalhes da parte interna do prédio e das estruturas: como os tijolos que formam as paredes e o cimento que mantém um tijolo preso ao outro. Tudo isso foi modelado para que fosse visto depois, quando o prédio já estivesse no chão.


7. O herói fragilizado, o major Marco Antônio

Quando é convocado inesperadamente pelo Major Ney Lopes (Eucir de Souza), do Corpo de Bombeiros, para ir ao local do desabamento de um prédio na Vila Leopoldina — com vítimas e feridos —, o Capitão Marco Antônio (Fabrício Boliveira) ainda está suspenso. O motivo teria sido um erro cometido por ele em um resgate anterior, em Cambuci, que teria lhe custado um preço alto. Contudo, diante da necessidade, o Major passa por cima da suspensão e aciona o Capitão para que ele comande a equipe nesta nova ocorrência.

8. O poder da coletividade em meio a dor

Uma situação de extrema tensão. Dois meses antes de dar início às gravações da minissérie, que começaram em dezembro de 2016, o elenco passou por um processo de preparação e ensaios que envolveu um olhar especial tanto para as questões de força física — já que parte do grupo passou alguns dias gravando e se deslocando entre destroços e entulhos — quanto para as questões emocionais dos atores. O preparador Tomás Rezende teve como primeiro objetivo conectar o grupo emocionalmente.

“Eles estavam em uma situação limite de soterramento sem ter garantia de sobrevivência. Essa conexão era fundamental”, explica.

Durante os ensaios, os atores foram estimulados a explorar sentimentos, muitas vezes conhecidos, mas com uma intensidade maior, de forma que pudessem compor seus personagens e suas histórias.

9. Camila Márdila estupenda como a grávida Yasmin

Filha de Jesuíno, Yasmin é uma das vítimas soterradas nos escombros.

10. O diálogo implícito de quem está nos escombros, fora dele e suas consequências

Os atos tanto em cima quanto embaixo da terra estão totalmente interligados após o desabamento, e trazem consequências cruciais para o andamento da minissérie.

11. Rostos conhecidos do teatro que dão um banho de atuação

O grupo de operários que, na minissérie, vem do Nordeste, é uma porta que o diretor Luciano Moura quis abrir para o novo com os atores Antônio Fábio (Jesuíno), Demick Lopes (Zica), Arilson Lopes (Bené), Marcos de Andrade (Messias), Rômulo Braga (Daréu) e Glauber Amaral (Dario).

“Essa turma dos soterrados foi construída com a ajuda incrível de Chico Accioly, que faz seleção de elenco comigo há dois trabalhos. Temos gente de Fortaleza, do Recife, da Bahia, de Belo Horizonte, Santa Catarina... São atores muito interessantes, e acho que esse trabalho tem essa obrigação: misturar caras novas com veteranas tem muito a ver com a própria história”, explica o diretor.Paulinho Vilhena com um empresário, bon vivant, dono de uma fortuna, mas sem nenhum tato para conduzi-la

Vitor Baretti foi colocado em um cargo de poder pelo seu pai, mas não mostra nenhuma aptidão para exercer o cargo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONTRABANDO
Polícia apreende caminhão carregado com 55 mil pacotes de cigarros
ECONOMIA
IBGE começa a devolver taxa de concurso suspenso do Censo 2020
REGIÃO
Dupla tenta levar mais de 1 t de droga para capital e é presa
REGIÃO
Comarca de Bandeirantes abre inscrições para seleção de estagiários
SEGURANÇA
PF vai utilizar drones para fiscalizar eleições municipais
ECONOMIA
Dólar fecha em queda nesta segunda-feira
DOURADOS
Jovens fazem "limpa" em loja de calçados no shopping e são presas
FUTEBOL DE MS
Reunião define retorno do Estadual e realização do Sub-19
CALAMIDADE PÚBLICA
Árvores derrubadas por vendaval em Dourados começam a ser retiradas das ruas
DOURADOS
Rombo em cerca faz capivaras deixarem parque e eleva risco de acidentes em via movimentada

Mais Lidas

DOURADOS
Guarda encerra festa organizada por adolescente em plena pandemia, apreende droga e até arma artesanal
DOURADOS
PM é acionada e consegue evitar suicídio de homem em hotel
DOURADOS
Homem invade casa, tenta estuprar jovem e é detido por populares
DOURADOS
Homem é socorrido às pressas após levar golpes de facão na cabeça